O Badalado Restaurante Puro fechou suas portas.
Mais uma baixa no polo gastronômico do Jardim Botânico, o restaurante Puro fecha suas portas de vez, logo depois do vizinho Avenca.

A brincadeira que andou circulando pela internet sobre a COVID “cancelar mais CNPJs do que CPFs” pode ter um fundo de verdade? Nas últimas semanas, são diversas as empresas que estão encerrando, definitivamente, suas operações em diversos pontos comerciais de grande valorização.

Aqui no DIÁRIO, noticiamos recentemente o fechamento de 2 filiais do restaurante Ráscal e da pizzaria Braz (que já desocupou sua filial da Barra da Tijuca, na Av. Érico Veríssimo). Além disso, circula pela internet a notícia – ainda não confirmada – de que o restaurante Paris 6 deve fechar também sua filial de Ipanema. Até o fechamento da matéria não conseguimos confirmar esta informação sobre o restaurante que tem as sobremesas mais vistosas da cidade. Mas a lista não pára por aí.

O tradicional botequim Maloca Carioca, em Santa Teresa, é mais uma vítima da COVID-19. O barzinho da Pascoal Carlos Magno era conhecido pelo visual descolado, pelos bolinhos fritos, pelo hambúrguer e cerveja artesanais, e pela música ao vivo. Hoje, os donos anunciaram seu fechamento definitivo: “Foram 3 anos de muita comida boa, muita cerveja estupidamente gelada, muita música e muita energia boa da galera maravilhosa que ajudou a construir o Maloca.  Diante da pandemia e da impossibilidade de continuarmos trabalhando, infelizmente encerramos nossas atividades definitivamente. Agradecemos imensamente à todos os amigos, colaboradores e clientes que estiveram com a gente ao longo desses anos. Foi suado construir esse espaço mas foi imensamente prazeroso ter todos vocês por perto.

O Maloca Carioca faria falta na noite e nas tardes de Santa Teresa. O estabelecimento anunciou hoje seu fechamento definitivo.

Mas não é só no ramo da alimentação que se acumulam os negócios mortos pela pandemia. Na Rua Gonçalves Dias, a loja de moda infantil Modinha Carioca também fechou as portas. “Desocuparam esta semana, a queda no movimento começou logo antes da pandemia, e não deu pra segurar”, disse ao DIÁRIO Anderson Palhares, funcionário da administradora que estava recebendo as chaves da ex-inquilina quando a reportagem esteve lá.

No polo gastronômico do Jardim Botânico as baixas são muitas. Na Visconde de Carandaí, o badalado restaurante Puro também encerrou suas atividades, deixando a linda casa de esquina com a Pacheco Leão tristonha, com a gritante placa de ALUGA-SE. O restaurante de Pedro Siqueira ocupava o lindo casarão de 3 andares há alguns anos, e era especializado em comida brasileira com ingredientes frescos de produtores locais. Uma baixa séria na gastronomia carioca.

Ao lado do Puro, o restaurante Avenca, um quilo cuidadoso que atendia 120% dos funcionários da Globo, também encerrou suas atividades este mês. Um caminhão foi visto retirando o totem com o nome do restaurante e todos os móveis. O restaurante funcionou na casa Art Déco mais charmosa do bairro, tombada pelo patrimônio histórico. Contactamos a imobiliária responsável pela locação e a casa, segundo um funcionário que tirava fotos no local, será ofertada para locação por R$ 20.000,00 mensais, e é isenta de IPTU.

Na Rua do Catete, uma coleção tão deprimente quanto colorida de placas de Vende-se e Aluga-se se acumula em diversos prédios comerciais, em sequência. “Quem não baixar o valor do aluguel, vai ficar meses pagando IPTU e condomínio“, disse André Toledo, da Block Imóveis. O diretor de locações comercialis da Sergio Castro Imóveis, Lucio Pinheiro, foi bem taxativo: “Proprietário que não faz acordo neste momento de pandemia pra evitar perder inquilino só pode estar fora da realidade. Cada mês vazio, além do aluguel que não entra, tem que sustentar as taxas e condomínio, sem contar o risco de invasão. Aqui na empresa tivemos 9 tentativas de invasão a imóveis da carteira este mês. O proprietário só pode tirar essa onda se o seu imóvel for realmente no melhor ponto comercial de um bairro“, sentenciou. Sobre as invasões, o próprio DIÁRIO chegou a noticiar aqui.

As notícias de comércios fechando definitivamente não param de chegar, mas o problema maior mesmo tem sido a inadimplência de alugueis por inquilinos lojistas de todos os segmentos. Desde lojas das Casas Bahia e Ponto Frio, da Leader Magazine e outros grandes players, até pequenos comércios e restaurantes de bairro.

ATUALIZAÇÃO: em comunicado enviado ao DIÁRIO DO RIO, a assessoria do Bistrô Paris 6 informou que o restaurante se encontra fechado, e que os clientes estão sendo atendidos através do serviço de delivery. A empresa diz, também, que não há qualquer previsão de fechamento para a filial localizada em Ipanema.

44 COMENTÁRIOS

  1. É triste ver comentários de quem não entende de nada de comércio falar que o cara não sabe administrar é fácil quero ver qdo não tem receita .se funcionário público aí sim é fácil recebe e nao trabalha isso só tem lucro nunca perde ou deixa de ganhar esse Coravid19 não existe o que tem é uma gripe viral que mata alguns 1% da população mas vai matar mais com a frase “Fica em casa”
    Só otário acredita nos GOVERNANTES que causam medo é tormento a população
    Rogério

  2. So restaurante com comida imitação mal feito de pratos do exterior, e sujos caros!
    Quem perdeu foi Niva Yorque com seus mil pratos e opções de qualidade!

  3. Lamentávelmente o Sr.Witzel não está a altura de governar o estado do RJ, interesseiro, autoritário, ganancioso, e vai acabar com a economia do nosso estado, alguns mais ingênuos acharão que ele está salvando vidas, mentira a saúde do nosso estado é precárissima e tá pior agora.
    Um homem de bem renunciaria!

  4. Lamentávelmente o Sr.Witzel não está a altura de governar o estado do RJ, interesseiro, autoritário, ganancioso, e vai acabar com a economia do nosso estado, alguns mais ingênuos acharão que ele está salvando vidas, mentira a saúde do nosso estado é precárissima e tá pior agora.
    Um homem de bem renunciaria!

  5. Concordo plenamente com a Dwayne.
    São tantos vales que ia políticos tem,que não sei porque um salário tão alto (vale moradia,vale paletó, vale combustível) e tantos outros. E em momento algum falam de redução de seus salários, só reduzem a da população (não políticos)
    que para eles não VALEM nada, só serve no dia de votar.

  6. . Não existe brincadeira sobre CNPJs sofrerem mais que CPFs. O Corona vírus está sendo usado politicamente.
    A quarentena não impede seu ciclo de contágio de 12 semanas. Basta ver a quantidade de contaminados e mortos nos Estados onde o fechamento foi total.
    Sem falar que muitos mortos por outras enfemidades foram contabilizados como covid19.
    Governadores estão fazendo compras sem licitação, superfaturadas enchendo os bolsos de dinheiro sem pensar no povo.
    Já foi provado pela experiência do mundo inteiro que os idosos que sofrem de outras enfermidades são as maiores vítimas.
    Os demais podiam estar trabalhando com os cuidados de higiene e proteção.

  7. É muito complicado essa situação, pois muitas pessoas já perderam seus empregos, autônomos, vendedores ambulantes,etc. O povo fala em abertura total, mas o que adianta abrir e não ter cliente com dinheiro para comprar? Pois a prioridade das pessoas agora infelizmente vai ser o básico comprar comida para sobreviver…

  8. “20 mil de aluguel”, a “turma da Globo come lá” eu acho que vcs não vão postar esse comentário mas enfim vou escrever mesmo assim, cara qual é a dificuldade desses restaurantes burgueses se adequar a nova realidade? É lamentável ter ler esse tipo de coisa durante uma pandemia, vem dizer que um restaurante que paga 20 mil de aluguel, não tem dinheiro para se manter em delivery? Ocupando novos espaços, com clientela consolidadas, se fossem MEI eu até entenderia, mas restaurantes finos em lugares privilegiados do rio estão fechando por não conseguir se manter kkkkkkkk balela piada de mal gosto com quem realmente está passando dificuldade

  9. É muito triste o que está acontecendo, não é culpa dos governadores e sim do vírus liberem tudo, pois a morte em massa vai acontecer e aí os bares vão vender para defuntos.
    E o Presidente que só da mal exemplo indo para as ruas tudo errado, o problema não é política é a vida.

  10. Olá boa tarde!
    Sou João Paulo,Chef de Cozinha e proprietário de um Restaurante em Osasco.O pior é que os Deliverys não dar nem pra pagar uma conta de água podem ter certeza disso.
    Estamos praticamente entregues a sorte pois políticos já maís vão nos socorrer nos agora e muito pior quando um dia esta cituacao amenizar.Emprestimos com o seu CNPJ sujo amigos já maís os interessariam triste mais essa é a real.

  11. E muito triste mesmo , aqui em BH tambem ,muitas empresas estão fechando e dispensando funcionarios.
    O prefeito kalil continua insistindo em nao reabrir o comercio,mais ele nao tem com o que se preocupar pois o que nao falta e
    é comida na mesa dele e as contas dele estao todas em dia claro.Sou a favor do distanciamento sim, mais ja ta na hora de reabrir o comercio.
    Se o prefeito Kalil estivesse realmente preocupado , colocaria policias da quarda para organizar as filas na caixa economica .

  12. Agora não vale falar que foi culpa do presidente!!! Pois a culpa foi desse João Doria junto com esse monte de bandidos de toga,que por sua vez em vez não fez nada para de ajudar o povo não deixando o vírus se espalhar mais pelo contrário quiz que se propagassem mais rápido para quebrar o atual governo é assim poder voltar ao poder!!! E não esperdiçou a oportunidade e quiz dar o golpe no presidente!!! Mais se for verdade mês de agosto teremos chegando ao Brasil 800 mil investidores da China!!! Porque será? Primeiro eles quebraram a nossa economia e segundo chegam para comprar aquilo que eles conseguiram quebrar!!!

  13. Tem como se adequar a essa circunstância lançando mão do delivery, que é o que está salvando muitas empresas por aí afora. Ora, se um determinado restaurante é famoso, com uma clientela pujante, só era contatar os clientes já conhecidos solicitando o número deles para a oferta de delivery, como também fazer uma publicidade na criação de um blog ou site notificando a novidade do serviço. Então os famosos bolinhos fritos e cervejas estupidamente geladas caseiras, por exemplo, não iam ficar paradas não, mas iam ao encontro do cliente no domicílio dele. Conheço não sei quantos estabelecimentos que estão fazendo isso com sucesso. É só usar a cabeça, gente! Numa época cujas facilidades tecnológicas nos permitem isso então… Só não se utiliza disso quem não quer.

  14. O mais interessante em vários comentários corretíssimos é que nessa hora todo mundo deve perder, abrir mão para que todos sobrevivam ao caos econômico e financeiro causado pela pandemia. Menos os políticos, repararam nisso? Quem lá de Brasília (senadores, deputados, ministros, presidente) terá seus salários reduzidos com a carga horária também? Alguém aí pode dizer do que os políticos abrirão mão nesse momento pelo bem do país?

    • Falou tudo agora, cadê a ajuda da Globo? Por que não fazem como algumas rádios que estão fazendo anúncio gratuitos? Eles continuam vendendo seus espaços por altíssimos valores e melhor ainda com conteúdo velho e ruim. Pra eles é muito interessante o “fique em casa”

  15. Não gosto de piorar ainda mais, mas mesmo que baixem os aluguéis por dois, três ou até quatro meses, no quinto mês a crise vai estar quase igual. Vai muito tempo até embalar novamente… quem tem negócio tem que realmente fazer as contas e resolver se vale a pena arriscar manter aberto ou vai ser um acúmulo de dívidas

  16. Especialmente os shoppings, deveriam ter mais colaboração com seus condôminos. Cobram quantias exorbitantes por absolutamente tudo. De condomínio à estacionamento. É na hora da necessidade, o que fazem?

  17. Os proprietários de shopping tem que ceder aos lobistas, para garantirem a retomada das vendas ,reduzindo alugueis ,taxas etc.pois assim manterão os empregos e o pleno funcionamento do shopping,sejam inteligentes e menos gananciosos,usem o bom senso Srs. Proprietários,um dia tudo isso irá passar!

  18. É difícil ler esses artigos e não deixar as lágrimas rolarem, sou profissional do segmento, assim como muitos, me sinto impotente diante de tantos sonhos destruídos, um sentimento de total frustração, porém sei que isso vai passar e vamos todos nós reerguer. Porém é necessário que todos tenham sensibilidade com os fatos.

  19. Os proprietários precisam entender o momento, ninguém quer pegar, depois vai ter que fazer negócios piores, no meu caso dei sorte, meu negócio está dentro de um hipermercado que é uma grande organização, foram super coerentes, concederam desconto no aluguel, a patinharam despesas comuns. O momento é de negociar, quem ficar “engessado “ vai pagar a conta dobrada!

  20. Tanta gente fechando seus estabelecimentos e deixando tanta gente desempregada, mesmo assim, muitos que poderiam ser mais flexíveis com aluguéis e condomínios, não estão nem se importando. Nem sempre diminuir e perder. Se os estabelecimentos fecharem, será que haverá outros com capital pra ocupar o lugar? #fica a dica!!

  21. A questão é que a maioria dos proprietários do Rio, são gananciosos e não querem baixar o aluguel, uma lanchonete que ficava no estacionamento de um Hortifruti aqui da Ilha do Governador já vinha ruim das pernas antes da pandemia e fechou definitivamente, o inquilino alegou que o dono não baixava o aluguel por nada.

  22. Faço parte do comércio de praia de Pernambuco (Gaibu). Estamos todos preocupados e prejudicados com essa crise. Quem irá nos ajudar a não falir? O Governo? O quê será de nós que precisamos sobreviver através de nossos negócios? Socorroooo! Muitos irão morrer de fome na miséria!

  23. É tudo muito triste, tem Shopping que não está dando nenhum auxílio aos lojistas e salistas das torres comerciais, é tempo de todo mundo perder e ser flexível, parcela o aluguel, diminui o valor durante a pandemia, parcela o condomínio, joga o pagamento para 60 dias…

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui