Segundo a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), através de seu boletim observatório referente às semanas epidemiológicas 35 e 36, que correspondem, respectivamente, aos períodos de 23 a 29 de agosto e 30 de agosto a 05 de setembro, a taxa de mortes causadas por Covid-19 segue alta no Rio de Janeiro.

De acordo com o estudo, o sistema hospitalar do Rio, como um todo, está com sobrecarga em relação aos leitos de unidade de terapia intensiva (UTI), com a capital fluminense estando de novo na chamada “zona crítica”, com 82% ocupados.

Isso, segundo a Fiocruz, pode ser explicado devido ao fato dos hospitais de campanha do RJ terem sido desativados.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

4 COMENTÁRIOS

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui