Monarco, um dos grandes da Portela, sendo vacinado / Reprodução:GloboNews

Em tempos normais, sem pandemia, a tradicionalíssima Avenida Marquês de Sapucaí receberia neste sábado (13/02) a 2ª noite de desfiles das escolas de samba do Grupo de Acesso do Carnaval carioca. Porém, diferentemente do costume, o dia no local está sendo marcado pela vacinação contra a Covid-19, uma vez que o Sambódromo do Rio de Janeiro tem funcionado como um posto drive-thru para a imunização.

E simbolizando a época carnavalesca – embora não haja folia – com o período de vacinação, o cantor e compositor Monarco, de 87 anos, um dos principais nomes da história da Portela, icônica escola de samba de Oswaldo Cruz, na Zona Norte da capital fluminense, foi vacinado neste sábado. Além dele, membros da Velha Guarda de outras escolas de samba do RJ também receberam a imunização.

”É muito importante que todos os idosos venham se vacinar. Cumpram com seu dever. Sinto saudade dos palcos, falta de cantar com o Martinho, o Paulinho e toda a Velha Guarda”, disse Monarco.

Também integrante da Portela, tendo o título de ”mãe” dos destaques da escola, Marcilia Lopes, de 85 anos, celebrou por tomar a primeira dose da vacina e disse estar com saudades de frequentar a Azul e Branco: ”Fé em Deus que dei o primeiro passo. Eu quero ir para minha Portela.”

Lisete, de 85 anos, pertencente à Velha Guarda do Império Serrano, disse estar sonhando em poder abraçar os amigos quando a pandemia tiver sido controlada e também pediu para que a população idosa se imunize: ”É importante que todos se vacinem para ficarmos bem”.

Vale lembrar que, neste sábado, acontece a repescagem para a imunização de idosos de 85 anos ou mais que ainda não se vacinaram na cidade. O calendário detalhado para o mês de fevereiro foi divulgado pela Prefeitura do Rio no último dia 02/02.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui