Reprodução: Internet

Depois de viver um verdadeiro caos na saúde pública por conta da pandemia do Coronavírus, o Rio de Janeiro vem apresentando números animadores nos últimos meses. Segundo informou a secretaria municipal de Saúde, apenas 30 pessoas seguem internadas nas unidades de saúde das redes estadual e federal localizadas na Capital Fluminense.

No sábado (20/11), a prefeitura informou que, pela primeira vez desde o início da crise sanitária, a rede municipal zerou a fila de pacientes internados. Situação bem diferente da observada em maio deste ano, quando cerca de 1.400 pessoas estavam hospitalizadas nos centros médicos da cidade.

Ainda segundo a pasta de saúde municipal, nas últimas 48 horas, nenhuma pessoa procurou as unidades de saúde da rede com Covid.

O Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, que é ligado à Fiocruz, e virou referência para receber contaminados pela doença, deverá receber eventuais novos infectados, por possuir 197 leitos disponíveis.

Mortes por Covid caem mais de 60% no RJ

Dados da 57ª edição do Mapa de Risco da Covid-19, divulgada nesta sexta-feira (19/11) pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), mostram uma queda de 61% nos óbitos provocados pela doença. A análise compara as semanas epidemiológicas 44 (de 31 de outubro a 06 de novembro) e 41 (de 17 de outubro a 23 de outubro). Esta é a 12ª semana consecutiva com classificação geral do estado em bandeira amarela, de risco baixo para transmissão da Covid-19.

Segundo a SES, com o avanço da campanha de imunização e a diminuição de transmissão da doença, a taxa de ocupação segue em queda sustentável. A de UTI está em 28%, e a de enfermaria, em 17%. Todas as regiões de Saúde apresentaram taxas inferiores a 50%. Por isso, leitos que antes eram apenas destinados ao tratamento de pacientes com Covid-19 foram revertidos para outras especialidades.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui