Foto: Clarice Green

Técnicos do Tribunal de Contas do Município (TCM) voltarão à CPI das Enchentes da Câmara dos Vereadores na quinta-feira (22/08), às 13h. Desta vez, eles irão apresentar detalhamentos do estudo orçamentário de ações voltadas para a prevenção de inundações. Os servidores do TCM também irão indicar a necessidade de uma auditoria sobre obras fantasmas relacionada ao tema.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Representantes do TCM já participaram da CPI em maio, quando apresentaram gastos no controle de enchentes, proteção de encostas, expansão do saneamento, drenagem e obras de pavimentação. Somados os anos de 2017, 2018 e os primeiros meses de 2019, até abril, o valor era de R$ 470 milhões.

Instalada em março, a CPI das Enchentes, presidida por Tarcísio Motta (PSOL), pretende apontar soluções e apurar a responsabilidade do poder público na prevenção, redução dos efeitos e atendimento aos atingidos pelas enchentes e deslizamentos ocorridos nos temporais de fevereiro e abril de 2019.

Em entrevista ao DIÁRIO DO RIO, Tarcísio Motta comentou a CPI

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui