‘Cred-crime’: Governo do RJ vai emprestar dinheiro a delinquentes juvenis

Vídeo que circula na internet não é piada não; de fato um programa estadual vai emprestar 2000 reais, com juros de 0,25% ao mês a ‘socioeducandos’ com “nome limpo”

Um vídeo tem circulado pela internet em que um carioca, andando pelas ruas, alardeia a suposta criação do ”credipivete”, pelo governo estadual.
Parece piada, mas não é exatamente uma inverdade; o Departamento Geral de Ações “Socioeducativas” (Degase), vinculado à Secretaria de Estado de Educação (Seeduc), e à Agência de Fomento do Estado do Rio de Janeiro (AgeRio) firmaram um convênio para a estruturação de um novo Programa de Estado. Chamado de “Recomeçar”, a idéia é emprestar dinheiro para delinqüentes juvenis – os chamados “socioeducandos”, embora ainda matem, roubem, estuprem, dentre outras rotinas nada educativas. O meu, seu, nosso dinheiro, vai ser destinado pelo Governo do Estado para estes delinqüentes e seus familiares, numa idéia tornada realidade pelo diretor do Degase, Victor Poubel. Para ele, estimular o ” empreendedorismo” pode ajudá-los a sair da vida de crimes. Então, ele decidiu emprestar 2.000 reais a diversos deles.

Vídeo que circula na internet não é piada não; de fato um programa estatal vai emprestar dinheiro a delinqüentes juvenis / Foto: Captura de Vídeo no TikTok

Além de terem acesso aos cursos do Degase – o que, realmente, nos parece uma boa idéia – os infratores terão à disposição uma linha de crédito de até R$ 2.000 com uma camaradíssima taxa de juros de apenas 0,25% ao mês, para iniciarem o seu negócio. Enquanto isso, diversos cariocas honestos vivem com gravosas dificuldades financeiras, sem acesso a crédito algum, muito menos com estes juros ”de pai pra filho”. Será melhor delinqüir pra faturar um empréstimo molezinha?

O diretor-geral do Degase, Victor Poubel, salientou que o programa Recomeçar será de extrema relevância na vida destes criminosos. – Nosso objetivo é gerar uma completa mudança de paradigma na socioeducação através da geração de renda e de uma nova consciência dos jovens para eles poderem recomeçar e ocupar o espaço que almejarem na sociedade – frisou o diretor. Candidato não eleito duas vezes e delegado federal, Victor de fato participou de ações consideradas importantes para a segurança pública do Rio, como as prisões de policiais que faziam a escolta do traficante Nem da Rocinha e outros envolvidos em esquema de corrupção no batalhão de São Gonçalo. Ele já esteve filiado ao PP e ao Cidadania. Talvez pelo brilho deste passado, ele convenceu outros órgãos a entrar na dança.

É muito gratificante para a AgeRio estabelecer esse protocolo de intenções com o Degase e poder oferecer não só uma linha de crédito, mas a esperança para os menores reiniciarem suas vidas através do empreendedorismo – disse o presidente da AgeRio, André Vila Verde.  

O Secretário de Educação, Alexandre Valle também gostou da idéia se emprestar dinheiro quase sem juros a delinqüentes e reforçou o que qualificou de “conquista inédita” para a socioeducação. – É uma oportunidade única de inclusão socioeconômica para nossos jovens do Degase. O empreendedorismo é um caminho que a maioria deles sonha em seguir – finalizou o secretário. Realmente é bem inédita, e talvez inusitada. ‘Nossos jovens’ vão adorar.

Procuramos o Degase para obter mais informações sobre o credi-crime. Tivemos o conforto em saber que não serão apenas delinqüentes a receber o crédito molezinha: também servidores públicos do órgão e pessoas residentes nas comunidades no entorno das unidades prisio…digo, socioeducativas. O Degase não conseguiu esclarecer que tipo de garantia exigirá dos fiadores dos jovens ‘socioeducandos’, ao emprestar-lhes o dinheiro, mas frisou que eles não podem ter o nome sujo no SERASA. Ah, bem.

Recebemos a seguinte nota, que reproduzimos na íntegra, abaixo:

“O Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase) esclarece que firmou um convênio com a Agência de Fomento do Estado do Rio (AgeRio) para a estruturação do Programa Recomeçar que oferecerá uma alternativa de recomeço aos socioeducandos. O programa será voltado para os egressos e ex alunos das oficinas profissionalizantes e de capacitação do sistema socioeducativo, seus familiares, servidores e comunidades entorno das unidades, por meio do empreendedorismo e da formação profissional. Além de terem acesso aos cursos profissionalizantes do Degase, os jovens terão à disposição uma linha de crédito de até R$ 2.000, com taxa de 0,25% ao mês, para começarem o seu negócio e prover o seu sustento.

O Degase afirma ainda, que, não se trata de uma oferta de crédito inadvertida. Ela é baseada no mérito de cada jovem e a vontade de repaginar sua vida, saindo do mundo infracional, para não ter o criminoso do sistema penitenciário do amanhã. Por isso, as exigências e os critérios são rígidos para a aprovação do crédito. Eles precisam ser maiores de 18 anos, ou emancipados, não possuir restrições no SPC/SERASA , apresentar fiador sem restrições nesses órgãos também, terem feito cursos profissionalizantes do Degase e passado por capacitação nos temas empreendedorismo e educação financeira com comprovação com os diplomas. Feita toda pré-análise pelo Degase, toda documentação será enviada à Agerio para a apreciação final.”

Advertisement

27 COMENTÁRIOS

  1. Que texto tendencioso. Quanta opinião exposta para se sobrepor aos fatos.
    Entendo a razão pela qual, cada vez mais, o jornalismo perde credibilidade.
    Enfim, parabéns pelo projeto, apenas educação e trabalho salvam! E pelo que acompanho, diversos cursos são ofertados alinhados ao empreendedorismo.
    O burguês não sabe, mas quem faz um curso de barbeiro consegue, com 2 mil reais, comprar o material para começar a trabalhar.
    Dinheiro esse concedido apenas aos merecedores. Todo mundo merece segunda chance!

  2. Não pode ser negativado no Serasa, somente anotações de roubos, assaltos, mortes, tráfico, e por aí vai!!! Atitudes ineficazes ,políticas e hipócritas. Existem milhares de jovens nas periferias que estudam,trabalham realmente precisam e merecem deste tipo de ajuda, porque não direcionar a eles esse programa, até como forma de incentivo.

  3. Que lixo de texto. Provavelmente escrito por um burguês barrigudo que vive numa bolha de conforto e não poderia estar mais distante da realidade da cidade e do país onde vive. Parcialidade e juízo de valor. Amadores atacando de jornalistas. Lamentável sob todos os aspectos

    • Se você quer dar dinheiro a esta trupe, que não merece, dê dinheiro do SEU próprio bolso. Doe! Doe tudo o que você tem e não encha nosso saco. Nem xingue o jornalista.

      Tá tudo errado nesta história de “emprestar dinheiro” pra quem não merece.

  4. Deixando de lado todas as possíveis e válidas discussões de moralidade, merecimento etc., “estimular empreendedorismo” no Brasil, no Rio de Janeiro, com 2000 reais não passa de uma piada de mau gosto. Além disso, quem garante que esses tais critérios de seleção serão aplicados à risca? Quem garante que o beneficiado usará o crédito para “empreender”? Quem garante que o beneficiado pagará a dívida? Quem garante que não haverá esquemas para aprovar inelegíveis em troca de uma parcela do dinheiro emprestado? E por aí vai…
    A fragilidade da confiança (se é que ainda existe) nas instituições públicas, deteriorada ao longo de décadas de corrupção e má fé, torna impossível se levar a sério qualquer medida como essa. Infelizmente.

  5. Discordo totalmente dessa iniciativa desse secretário Vitor Poubel, mas quem está criticando o governador, provavelmente vai votar no Freixo. Aí nem preciso dizer nada né?! Sabemos muito bem quem verdadeiramente apóia bandido!

  6. Vc não pode colocar em prisão perpétua e nem matar, então vc faz oq? Da qualificação profissional e uma oportunidade de começar naquela profissão a qual vc se qualificou pra evitar que o (ex) delinquente volte a cometer crimes, assalte ou mate alguém e tenha de voltar para o Degase. Mas daí o que acontece?? Vem uma merda de jornaleco desses e tira sarro com o projeto que dá forma que está embasado é bom sim! Não é que o crime compensa, qualquer um que se cadastrar no auxílio Brasil e tenha nome limpo consegue uma linha de crédito na caixa pra começar a empreender desde que tenha fiador, que é o que vai ser feito nesse caso!

  7. Como diria uma personagem que o Jô Soares fazia no Programa Viva o Gordo: “ME TIRA O TUBO”… Ou então aquela outra personagem humorística: “NAO DA PRA COMPETIR COM ELES”
    Inversão de valores vergonhosa…

  8. Certo seria criar uma nova Guántanamo e colocar la dentro esses tipos de delegados e suas ideias estúpidas ejunto com eles sua familia, a filha dele iria gostar de se reunir em armonia e recuperacao desses socioeducandos(Vagabundos) junto com ele e sua família tbm.

  9. Realmente o crime compensa… dar empréstimo a delinquente. Dinheiro esse do trabalho do contribuinte que foi assaltado por esses meliantes…

  10. Uma tristeza ver uma reportagem que não valoriza os fatos e traz juíz de valor que não necessariamente corresponde ao interesse público. Muitos jovens periféricos vivem uma vida de restrições desde o nascimento. Ficam com espaço e tempo super limitados, enfrentam uma distinção territorial de direitos. Apoia-los.em seus projetos não é apoiar o crime. Pelo contrário, é tentar oferecer ao jovem uma oportunidade, uma opção, um caminho. Tenho.minhas diferenças com esta visão de empreendedorismo, mas isso não significa que posso descaracterizar uma proposta como esta. Em outras palavras, é como se dissessem que estes jovens em conflito com a lei devem ser varridos, banidos completamente da face da Terra. É preciso entender que a única forma de superarmos problemas sociais desta ordem, é investindo para ampliar tempo e espaço dos mais simples como estes jovens. Agora, tem que monitorar, tem que acompanhar e ir avaliando os avanços, tirando as lições de cada prática e corrigindo os erros do caminho.

  11. Mas esse quintino dos infernos é mesmo um escroto filho de um puto maldito burguês safado. Tem um monte de filtros e requisitos para tirar os jovens das ruas, do crime, de dar uma nova chance mas pra vc são delinquentes somente? Vc sim, tinha q se foder. E muito. Babaca riquinho escroto, branco de merda! Racismo reverso é o caralho, vc é o típico menino filhinho de papai elitista branco de merda! Ódio da sua gente e do seu preconceito puro.

    • Faça doação com seu dinheiro, pare de reclamar. Esta proposta do empréstimo é uma vergonha com todo aquele que trabalha de sol a sol e nunca delinquiu.

  12. Gravar o nome desses ideializadores casos se candidate à emprego político pra não ser votados. Com 2mil mal dá pra comprar comida quanto mais investir em negócio pro um bom futuro, tá mais pra fomentar a boca de fumo e aumentar os ganhos ilícitos.

  13. Em que essas pessoas vão investir ? Em ferramentas para ingressarem em um mercado de trabalho incerto ou comprar armas com faturamento garantido ?

  14. Devemos e nesse país criar presídios bem longe das cidades aonde os presos aprenderiam a plantar uma profisao , sem falar desses menores que andam nass ruas roubam ,intimidam as pessoas ,e outro dia escutei de um deles que neguei dar dinheiro :vai fazer o que ?, isso tudo está na contra mão ,com 2000 além de não se fazer nada só vão levar muitos a se drogarem mais

  15. Mais uma palhaçada com o dinheiro público, por isso vou me mandar desse lugar assim que puder. E quem defende essa porra tem que levar uma surra em praça pública!

  16. O menor prejuízo vai estar na inadimplência dos menores.
    O grande rombo estará certamente nos desvios de verba que serão praticados pelos “maiores” gestores deste fundo.
    É pagar para ver.

  17. A ideia é imoral na raiz. Esse pessoal não merece nada, além do escracho da população que trabalha todo o dia aguentando a tudo e a todos sem delinquir. Agora emprestaremos recursos MAIS BARATO que a um lojista?! IMORALIDADE GRITANTE.

    Que toda a inadimplência seja paga por aqueles que concordaram com essa ideia, ideia esta que fora tirada da latrina mais suja.

    Que vergonha!! E depois vem o Danico aqui sem saber porque as empresas fecham aqui e abrem em outro estado. Lógico, copiamos um padrão moral da Califórnia!

  18. Manchete sensacionalista, hein. Clickbait que só atrapalha uma boa iniciativa de recuperar quem busca recuperação.
    A matéria explica que haverá critérios rígidos, mas não fala sobre o filtro que existe para que o jovem infrator possa fazer os cursos.

    E se não gosta da idéia de recuperar alguns deles. O que sugere. Que declaramos derrota para o crime?

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui