Foto Cleomir Tavares / Diario do Rio

Foram mais de 28,4 mil casos de estelionato registrados no Rio de Janeiro em 2020. É o maior valor da série histórica do município, iniciada em 2003. De acordo com dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), analisados pelo Instituto Rio21, o número de denúncias de estelionato no Rio de Janeiro cresceu 20,4% no ano passado, em relação ao ano anterior, 2019.

Número de denúncias de estelionato, por ano. Fonte: ISP. Elaboração: Instituto Rio21

Nos primeiros cinco meses de 2021, foram registrados 13.834 casos de estelionato na capital. Isso equivale a mais da metade das denúncias feitas no ano passado. Até o momento, o mês com mais ocorrências de estelionato foi maio, que contabilizou 3.243 denúncias. Em contraste, janeiro foi o período deste ano que recebeu menos denúncias de estelionato, havendo registrado 2.244 casos.

Número de denúncias de estelionato, por mês. Fonte: ISP. Elaboração: Instituto Rio21

Em 2021, as Polícias Civis que mais registraram casos de estelionato foram aquelas localizadas na Zona Norte e Zona Oeste. Juntas, atenderam mais de 70% das denúncias recebidas no ano. Por sua vez, as delegacias localizadas na Zona Sul receberam 2.307 denúncias e as do Centro, 1.705.

Número de denúncias de estelionato em 2021, por local. Fonte: ISP. Elaboração: Instituto Rio21

Ao analisar o percentual de denúncias de estelionato por região e por ano, é possível perceber que há um padrão nos locais de denúncia dos crimes. As delegacias da Zona Norte e Zona Oeste são as que recebem a maioria dos casos, cada região registrando por volta de 30% das denúncias. Já as delegacias da Zona Sul e Centro registram um percentual menor, entre 10% e 20% dos casos de estelionato.

Percentual de denúncias de estelionato, por ano e local. Fonte: ISP. Elaboração: Instituto Rio21

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui