Funcionários da saúde que trabalham nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e nas Clínicas da Família do município do Rio relataram ao DIÁRIO DO RIO que estão sobrevivendo em meio a um cenário caótico em plena crise do Coronavírus.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Muitos deles alegam estar com os salários atrasados e, que, rotineiramente, precisam desempenhar funções para as quais não foram contratados e tão pouco possuem conhecimento para tal.

No que se refere a salários, os trabalhadores alegam que uma das empresas terceirizadas e responsável pelo pagamento, a SPDM, costumeiramente atrasa os pagamentos.

Nos últimos nove meses, nós recebemos, em dia, no máximo dois meses. Já houveram ocasiões em que levaram mais de vinte dias para efetuarem o pagamento. Ou seja, nem em meio a uma crise de sáude pública o profissional de sáude é valorizado”, diz um funcionário da UPA que preferiu não se identificar.

Outra reclamação recorrente de quem trabalha nas unidades de saúde do município, é que diversos profissionais de outras esferas de atuação estão atendendo pacientes com supeita de terem contraído Coronavírus.

Trabalho na área Odontológica e atualmente estou fazendo triagem de pessoal com Coronavírus. Estou na linha de frente da doença, em uma função que não é minha, me expondo e sem qualquer o mínimo de material báscio de proteção“, contou uma funcionária do muncípio que não quis revelar o nome.

O DIÁRIO DO RIO entrou em contato a Secretaria Municipal de Saúde, que se limitou a dizer que irá realizar os repasses às  organizações sociais nesta quinta-feira (0/04) . De acordo com a pasta, os pagamentos dos funcionários depende de trâmites bancários que devem ser pagos até o início da próxima semana.

2 COMENTÁRIOS

  1. […] O DIÁRIO DO RIO mostrou nesta quarta-feira (08/04) como a pandemia do Coronavírus, juntamente com … está impactando negativamente no atendimento a pacientes em diversos centros médicos do município. Contudo, não é apenas o setor de saúde que vem sofrendo com o atraso no repasse de pagamento aos trabalhadores. […]

  2. Esse tipo de matéria e acompanhamento é muito oportuna, sendo um papel que mostra a relevância de meios de comunicação e eleva o Diário do Rio em importância para a Cidade do Rio, em especial, e o Estado do RJ.
    Fica em cima dos governos.
    Obrigado!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui