crítica desatinos peça
divulgação

Em curtíssima temporada no Teatro Laura Alvim, a peça “Desatinos” foi uma grata surpresa para esse jornalista. A melhor atuação de um ator no teatro que presenciei nos últimos anos. Gerson Lobo arrebenta e vai além. Com o texto na ponta da língua, vive vários personagens com eficiência e mostra uma desenvoltura esplêndida. De criança até açougueiro, passando por prostituta e o híbrido. Ele se despe de si mesmo para assumir a forma de uma entidade teatral que canta, dança, atua e faz crer que o teatro seguirá vivo. O final tem algo de magistral.

A obra escrita pelo pernambucano Samuel Santos reúne quatro contos tragicômicos que levantam questões importantes e podem incomodar os conservadores. Em verdade, esse é um dos objetivos, criticar o preconceito, cutucar hipocrisias. As histórias falam de violência, discriminação, bullying, morte, fé. É literatura que namora com o fantástico, mas que viaja pelo drama.

Além disso, ao lado direito do palco, Rafaela Ferreira dá um show no violoncelo que não só complementa e carrega o espetáculo com talento e dedicação como eleva a qualidade geral. Assim como a iluminação operada com atenção plena por Brisa Lima. Vem o vermelho para o menino endemoniado do início e o azul celeste para Ave Maria, entre tantas outras variações, sempre no tempo certo. Tudo tão bem ensaiado que soa natural e mágico. O desenho de luz é da própria Brisa Lima e de Eduardo Salino.

Enfim, reitero a reverberante presença de Gerson Lobo, o qual entra no palco na camisa de força e sai como uma força liberta. Em seguida, reaparece com humildade para ser ovacionado pelo público de pé.

Depois do fim, conversei com o ator: “Eu acredito muito nesse projeto ‘Desatinos’ e que ele leva todos esses questionamentos, levanta todas essas temáticas que considero tão atuais, tão delicadas e dessa maneira tão sensível que o autor coloca para discussão”, disse Gerson.

“O que acho muito interessante é que o texto evoca e levanta bandeira da humanidade, do respeitar a opção do outro. Isso acho um ponto fundamental de ‘Desatinos'”, completa.

Por fim, um espetáculo completo e importante que está em cartaz no Teatro Laura Alvim de 28 de maio até cinco de junho, às 19h. Há distanciamento entre as poltronas e máximo de 30% da lotação. Vale a pena, é teatro em sua melhor forma.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui