Spaghetti carbonara (R$49)
Spaghetti carbonara (R$49)

Meu sobrenome não nega a preferência de meu paladar. Sou pró-culinária italiana. Se perguntar a qualquer italiano qual o melhor lugar para se comer na cidade, ouvirá sempre a mesma resposta: “a casa della nonna” (na casa da vovó). E raras serão as vezes que eles estarão enganados. A culinária italiana, apesar de aparentar uma simplicidade ímpar, é capaz de exprimir uma complexidade inconcebível aos meros feitores de massa em casa.

Foi na Itália que Rita Simpson, proprietária do Gioia Cuccina Italiana, conheceu aqueles que futuramente seriam o seu suporte para abrir o Restaurante. Apesar do tempo na Itália ter sido para aprimorar suas competências no ramo da moda, ela pôde conhecer mais da culinária que hoje seria seu restaurante e de destaque da culinária italiana no Rio de Janeiro, em inúmeros aspectos, como preço justo, fartura e ambiente sereno.

Barca aportando no restaurante – única forma de se chegar ao local

Retornou ao Rio e continuou sua carreira na moda, mas acredito que a saudade dos tempos de sua vida na Itália não tenha demorado a se manifestar. Mas demorou bastante até que resolvesse matar a saudade abrindo o seu restaurante na Ilha da Gigóia. Após fechar a fábrica que fornecia para inúmeras marcas de renome, começou a receber apoio de seus colegas italianos para abrir o restaurante. Gioia é novo, possui apenas 2 anos, mas já mostrou o porquê veio.

Temos o Imóvel que você procura. Block Imóveis

Um dos maiores incentivadores do projeto foi o Chef Mauro Santori, que veio da Itália para ajuda-lá nas obras e no primeiro menu da casa. Apesar de ter permanecido pouco tempo, Rita não deixa de recomendar a qualquer um que visite a Itália o restaurante de seu querido amigo, o “I Ponti”. Ainda hei de conhecer.

Mesa com vista para a lagoa e verde do morro
Mesa com vista para a lagoa e verde do morro

Hoje, sob o comando do Chef Nicola Secci, da Sardenha, com passagem por inúmeros países como Alemanha e Espanha, o restaurante tomou um rumo incrível. Trouxe para o Rio, e fiz questão de saborear, um prato típico do Sul da Itália. O ambiente não é de Restaurante, mas sim de quintal de casa. É descontraído, com mesas e cadeiras distintas. A sensação é como se estivesse almoçando ou jantando no jardim da casa de nonna e aproveitando a bela paisagem que Ilha da Gigóia lhe proporciona.

Trio di gnocchi fritti (R$27)
Trio di gnocchi fritti (R$27)

Normal no sul da Itália, o Trio di gnocchi fritti, até onde eu saiba, esse manjar só é oferecido no Gioia. Caso exista outro Italiano no Rio com esse prato, desconheço. O trio é bem apresentado e com massa delicada. Na ordem, da esquerda para a direita, temos o de camarão, gorgonzola (fiquei com desejo de solicitar a receita de tão saboroso) e o de polvo (o molho harmonizava com um polvo elegante). Outra opção, para aqueles que estão indecisos ou mesas grandes é solicitar o Antipasto Misto (R$69) que contempla todos os cinco antepastos apresentados no menu, mas em menores proporções.

Spaghetti carbonara (R$49)
Spaghetti carbonara (R$49)

Habitual na culinária italiana, e nos pedidos de minha namorada, diga-se de passagem, o Spaghetti carbonara é servido com bacon, ovo, parmesão e pimenta do reino. O Spaghetti foi cozido ao ponto correto, o bacon estava crocante e seu salgado permitia que as papilas gustativas apreciassem ainda mais os sabores do prato que estavam em total harmonia.

Rigatoni al ragú di Salsiccia (R$49)
Rigatoni al ragú di Salsiccia (R$49)

Rigatoni é uma massa em forma de tubo, maior que o penne e o ziti, e algumas vezes são levemente curvados, mas não tanto quanto o macarrão de cotovelo. Devido a espessura do Rigatoni al ragú di Salsiccia, era possível sentir a textura da massa mais intensamente, contrastando com o molho ragú e ressaltando a linguiça artesanal.

O cardápio ainda apresenta inúmeras opções de gnocchi e de risoto. Em tempos de Rio Surreal, tem-se uma agradável surpresa no Gioia, o prato mais caro custa apenas R$59, enquanto alguns restaurantes na zona sul do Rio não cobram menos de R$70 ou até R$80 por uma porção a moda francesa de risoto. O preço e a fartura são características dominantes no menu. Quanto as sobremesas, todas são apenas R$19.

Tiramisú (R$19)
Tiramisú (R$19)

Não é raro encontrar essa sobremesa tipicamente italiana em restaurantes, mas poucos são os lugares que a preparam conforme receita original, com Mascarpone. O Gioia prepara o próprio Mascarpone, que é um queijo de consistência muito cremosa, feito à base de leite de vaca e de sabor adocicado. Esse é o grande diferencial de um bom Tiramisú.

Crostata desconstruída (R$19)
Crostata desconstruída (R$19)

A sobremesa Crostata desconstruída consiste em biscoitos com um creme especial do chef, cujo segredo não é revelado, mas o sabor é divino, e com um molho a sua escolha. As opções para molho são: chocolate (como o da foto a cima), banana flambada ou frutas vermelhas.

Se me perguntarem qual é um dos melhores restaurantes Italianos do Rio, diria tranquilamente: “a casa di Rita”. Afinal, Gioia é significa alegria, bem-estar e felicidade. No cardápio lemos essa definição juntamente com “e é assim que esperamos que se sinta em nossa Casa” e conseguiram que me sentisse assim. Gioia não é um restaurante, é uma casa italiana, onde a fartura reina, assim como “a casa della nonna”.

Nota: 4.87

SERVIÇO
Gioia 
Endereço: Ilha da Gigoia – R. Dr. Sebastião de Aquino, 42 A – Barra da Tijuca
Dica: Estacione o carro no Shopping Barra Point, siga até o deck e solicite uma barca para o restaurante.

Giulio Giglio é 3G: Gourmet, Gourmand e Gordinho (mas só de espírito). Engenheiro e mestre em Administração, apaixonado por inovação, mentor de startups, enófilo e ótimo namorado. Escreve sobre gastronomia e vinho no Diário do Rio.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui