Foto: Luciana Mesquita

Não há mulher ou homem que não tenha se apaixonado por alguém de forma fantasiosa. Vai do vizinho, do professor, do ídolo, por um personagem de teatro. São paixões fortíssimas, doloridas, esfuziantes, depressivas, alvissareiras. Paixões inacabadas, sempre o gosto de quero mais e mais… Uma lembrança para contar aos netos e aos bisnetos. Idealizado pela atriz Sylvia Bandeira ‘Charles Aznavour – Um Romance Inventado’ é uma fábula, bem construída, totalmente ficcional para contar uma historia que jamais aconteceu.

É um musical clássico, que desfia o maravilhoso repertório do chansonnier francês, uma história romântica, escrita pelo dramaturgo paraense Saulo Sisnando, que criou um texto para ir além de contar uma suposta história de amor. De forma sutil, faz a metáfora de como se pode abrir a alma e o coração e que revelações verdadeiras ou ficcionais permitem que as pessoas ganhem o universo do prazer própria e de como a felicidade por ser mais simples, construída em pequenos atos.

Sylvia divide o palco com o ‘formidable’ Mauricio Baduh’, cantor , bom chanssonier e excelente pianista que interpretando um jornalista vai contando seus próprios amores, seus sonhos e suas decepções. Silvia é a mulher linda, bem sucedida, viajada que de leva o papel de que o amor é possível quando se quer. Ambas as interpretações são coerentes em seu tom e gestual com aquilo que são os personagens.

A direção de Daniel Dias da Silva traz glamour e as mudanças de cenas são marcadas pelas lindas canções. O ritmo é de uma constância, não há qualquer escorada, nenhuma baixa, nenhuma perda na continuidade da ação. A direção musical de Liliane Secco faz da peça praticamente um concerto com os maiores sucessos de Aznavour, presentificando o cantor, a época e. evidenciando a força do gênero.

Em momentos de quase pós-pandemia é fundamental a leveza, a mensagem positiva, a criação da empatia e as mensagens de que a vida segue, se resolve e pode ter belos momentos, independente dos tropeços e dos revezes que a vida apresenta. E o final, sem spoiler, é de tirar o fôlego com o recado de que viver é força, é beleza. E é paixão.

SERVIÇO:
Teatro das Artes – Shopping da Gávea – Rua Marquês de São Vicente 52 – 2º Piso tel: 2540-6004
Duração: 70 minutos
Link: https://divertix.com.br/teatro/charles-aznavour-um-romance-inventado

Nota
Direção
Texto
Interpretação
Cenários e Figurinos
Jornalista, publicitária, professora universitária de Comunicação, Doutora em Literatura, Bacharel em Direito, gestora cultural e de marcas. Mãe do João e do Chico, avó da Rosa e do Nuno. Com os olhos e os ouvidos sempre ligados no mundo e um nariz arrebitado que não abaixa por nada.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui