Crítica: Yumê Restaurante Japonês (Jardim Botânico)

yume_01

Dia desses, estávamos lá pelas bandas do Jardim Botânico, quando alguém deu a brilhante sugestão de conhecermos o restaurante Yumê, que fica em um casarão antigo da rua Pacheco Leão. Eu, como apreciadora da gastronomia nipônica topei na hora, pois já tinha ouvido falar muito bem do lugar.

( N.E: O Diário do Rio é um site em que divide com os leitores pontos de vista dos autores dos textos sobre cada assunto. Sendo assim, a crítica baseada no gosto pessoal do autor).

Da entrada à saída o atendimento foi impecável. Passamos pelo salão e bar e fomos conduzidos até o Espaço Zen, que recria os costumes da tradição nipônica, como tirar os sapatos e comer sentado no tatame.

Yume_02

Foi um jantar a luz de velas, sobre um lago de vidro repleto de carpas ornamentais. O teto retrátil, nos permitiu ver as estrelas daquela noite linda de verão.

Pedimos Tartar de salmão, alguns sashimis e bananas flambadas de sobremesa tudo muito bem apresentado e delicioso. Para beber, reinou o caipisaquê.

Aí você me pergunta: É caro? E eu te respondo: Barato não é! Mas a experiência foi tão bacana, que valeu cada centavo. Lógico que além do lugar incrível, a boa companhia de amigos queridos contou muito.

Yume_03

Então fica a dica para os apaixonados pela gastronomia nipônica, apaixonados por decoração, apaixonados por carpas e apaixonados em geral. Yumê é um ótimo lugar para levar aquela pessoa especial.

E sabe o melhor? Abre diariamente inclusive para almoço! \o/

Já visitou o Yumê? Conta pra gente o que achou!

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui