Frei Betto costumava dizer “Governo é que nem feijão: só funciona na panela de pressão“, e entra governo e sai governo e isso continua sendo verdade. Veja só o caso do prefeito Marcelo Crivella (PRB), foi só a mídia começar a denunciar a falta de papeleiras pela cidade, que agora parece que descobriu que elas são necessárias e não adianta culpar aqueles que vandalizam ou roubam (sim, são muitos, aqui se vandaliza até ponto de foto como o da Lapa), apesar de acontecer vandalismo e muito, 72% das papeleiras “desaparecidas”, sofreram desgaste natural, sendo retiradas pelas gerências regionais da COMLURB, de acordo com dados da própria Prefeitura do Rio.

Pois bem, hoje, 17/1, Crivella começou a entrega de 15 mil papeleiras e 12 mil contêineres de lixo, que serão instalados em ruas e praias de toda a cidade. Para atender ao pedido da população carioca, Crivella negociou com os fornecedores a antecipação da entrega dos equipamentos. O trabalho de reposição seguirá durante a semana e também no fim de semana.  Cada papeleira custou R$ 88,33. Já o preço unitário do contêiner foi de R$ 284,99.



A população pode ficar tranquila porque estamos recolocando as ‘laranjinhas’ (papeleiras) na cidade inteira. Mas eu gostaria de fazer um apelo. Peço à população do Rio que cuide das lixeiras porque isso custa caro e nós temos constantes vandalismos. Através do 1746, temos agora um lugar para as pessoas mandarem fotos. Por favor, mande uma foto do seu celular mostrando o ato de vandalismo para que a gente possa tomar providências – pediu o prefeito.

A disposição das papeleiras nas ruas e dos contêineres nas praias respeita um planejamento e estudos realizados por técnicos da Comlurb. A nova reposição irá obedecer às regras de instalação nas áreas onde a companhia detectou maior necessidade. No caso das papeleiras, a prioridade será por locais com maior fluxo de pedestres, centros comerciais, pontos de ônibus e de táxi.

Foto: Edvaldo Reis – Prefeitura do Rio

Para reduzir perdas futuras por conta de vandalismo, as papeleiras passaram por estudos e os novos equipamentos entregues apresentam mudanças que os tornam mais resistentes e dificultam a abertura sem chave.

A durabilidade das papeleiras é de até cinco anos, recebendo limpeza, manutenção e o cuidado da população. A Comlurb reforça que elas são destinadas apenas para pequenos resíduos. Se receberem lixo domiciliar, caixas e sofrerem uso de força para inclusão de objetos grandes, o tempo de vida útil cai. Já os contêineres, além de sofrerem muitas perdas por furto, estão mais expostos aos efeitos da maresia, sol e chuva, demandando mais cuidados.

6 COMENTÁRIOS

  1. E QUANDO O PREFEITO VAI TOMAR PROCEDÊNCIAS SOBRE OS ÔNIBUS TER AR CONDICIONADO ? JÁ ESTÁ MAIS DE DOIS ANOS ATRASADOS A OBRIGAÇÃO DO USO DOS MESMOS. JÁ HOUVE AUMENTO DAS PASSAGENS PARA ESSE INTUITO E NENHUMA PROVIDÊNCIA FOI TOMADA. NA ZONA OESTE OS TRANSPORTES SÃO CARENTES. ESPECIAL ENTRE REALENGO MADUREIRA , CASCADURA , BANGU , OS ÔNIBUS ESTÃO PRÁ LÁ DE VENCIDOS. SÓ A LINHA 383 SALVA .

  2. E QUANDO O PREFEITO VAI TOMAR PROCEDÊNCIAS SOBRE OS ÔNIBUS TER AR CONDICIONADO ? JÁ ESTÁ MAIS DE DOIS ANOS ATRASADOS A OBRIGAÇÃO DO USO DOS MESMOS. JÁ HOUVE AUMENTO DAS PASSAGENS PARA ESSE INTUITO E NENHUMA PROVIDÊNCIA FOI TOMADA. NA ZONA OESTE OS TRANSPORTES SÃO CARENTES. ESPECIAL ENTRE REALENGO MADUREIRA , CASCADURA , BANGU , OS ÔNIBUS ESTÃO PRÁ LÁ DE VENCIDOS. SÓ A LINHA 383 SALVA .

    • Acabei de ler a Lei e a obrigatoriedade do Ar Condicionado é apenas para veículos novos e adquiridos de 2014 para cá. Mais uma Lei feita para enganar o povo. Enquanto isso motoristas e passageiros sofrem com o calor.

  3. O povo não tem educação,joga lixo do lado da lixeira,o gari está varrendo eles estão jogando lixo.Muita falta de educação, temos que fazer nossa parte, não adianta cobrar dos governantes e não fazermos a nossa parte. Será que essas jogam lixo dentro da sua ?. Educação povo

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui