Foto: Guilherme Braga Alves

O prefeito Marcelo Crivella afirmou que existe a possibilidade bloquear vias e interditar calçadões do comércio de rua na Zona Oeste do Rio para evitar aglomerações. O prefeito disse também que essa semana será descisiva e acresentou que é o momento mais preocupante para conter a velocidade de contágio da pandemia do Coronavírus na cidade.

Crivella admitiu que ainda faltam respiradores e outros insumos que só chegarão da China no fim desta semana. Outro problema é que ele contava com o apoio das redes hospitalares estadual e federal, que no entanto, não sabem quando contarão com respiradores para abrir novos leitos de UTI no estado.

Segundo o prefeito, o foco principal de preocupação são os bairros de Campo Grande, Santa Cruz e Bangu, que estão também entre os bairros que mais receberam denúncias pelo Disque Aglomeração (1746). O DIÁRIO DO RIO publicou neste domingo, que dos dez bairros que mais registram mortes pela Covid-19 na capital fluinense, sete são da Zona Oeste.

O gestor municipal disse que pode restringir a circulação de pessoas nessas áreas, caso as aglomerações persistam nesses bairros, principalmente no fim da tarde, já que boa parte do comércio de rua tem desrespeitado as restrições ao funcionamento, em vigor desde março, como forma de tentar aumentar o isolamento social. A circulação dessas áreas será monitorada atentamente pelo Centro de Operações Rio (C0R). Ele, no entanto, descartou nesse momento que a cidade entre em shutdown ou lockdown em toda a cidade

No sábado, fizemos uma reunião com nosso grupo científico, composto por diretores de hospitais, professores de universidades, infectologistas da Academia Nacional de Medicina que estão conosco desde o início dessa crise amparando as decisões que estamos tomando. A conclusão é que para esse momento medidas como lock down e shutdown não foram consideradas adequadas por razões de efetividade em relação ao processo de contaminação dessa doença“, explicou.


2 COMENTÁRIOS

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui