A jornalista Aline Macedo (cujo nome errei nos Bastidores do Rio) disse em O Dia que o ex-prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) pode tentar ser candidato ao Senado pelo Rio de Janeiro nas eleições de 2022. Até agora o partido de Crivella queria que ele fosse candidato a deputado federal (onde se elegeria fácil e aumentaria a bancada e fundo eleitoral do partido), eles mudaram de ideia e podem o lançar ao cargo que ocupou entre 2003 e 2017.

Apesar da vitória no TSE, onde foi derrubada sua inelegibilidade, tem de levar em conta que subiu no telhado sua nomeação como embaixador na África do Sul, apesar dos evangélicos culparem uma falta de motivação por parte do Itamaraty, é que diz Igor Gadelha/Metrópoles. E há o desgaste de ter sido um prefeito que saiu com péssima avaliação, inclusive entre seus eleitores.

Macedo cita que Crivella derrotou, em sua 1ª eleição como Senador, Leonel Brizola e em 2014 a Jorge Picciani. Verdade, por outro lado, ambas eleições elegiam 2 senadores, e Crivella pode ter sido o 2º voto de muita gente. E a força evangélico mais bolsonarismo pode não ser suficiente para elege-lo em uma eleição que só está sendo disputada uma vaga no Senado, atualmente ocupada por Romário (Podemos).

2 COMENTÁRIOS

  1. Esses dois, Cricri e Roro, nunca mais, preferia que fosse um candidato tipo Zé Pelintra, do q esse cara, por quem nutro….nojo.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui