Foto: meramente ilustrativa

De acordo com o Blog do Berta, a Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro estimou o preço de um livro paradidático muito acima do valor normalmente cobrado.  Ainda segundo o blog, até mesmo o dono da companhia interessada em concorrer na venda do material achou estanho. O que, normalmente custa R$ 5, a Prefeitura quer pagar R$ 139.

O Blog do Berta informa que a Prefeitura quer comprar até 197.585 livros, que custariam 27,4 milhões de reais.

O empresário Felipe Borella Costacurta, envolvido na negociação, sócio-administrador da Ekipsul Comércio e Produtos, que tem sede em Curitiba, enviou um documento ao Tribunal de Contas do Município (TCM) denunciando.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui