Faltam poucos dias para a Copa do Mundo de Futebol começar. Até a convocação oficial já foi divulgada por Tite e sua comissão técnica. No entanto, por que as ruas da cidade do Rio de Janeiro ainda não estão decoradas com as cores da bandeira do Brasil para acompanharmos a disputa do mundial de seleções?

Como bom caminhante que sou, andando por esse Rio de Janeiro sem rumo e cheio de margens de erro, tenho visto pouquíssimas ruas enfeitadas para a Copa do Mundo, esse aniversário que o futebol faz de quatro em quatro anos.

Qual será o motivo? Seria a briga política que coloca quem usa verde e amarelo de um lado e os outros do outro? Creio que não. O que o mundo separa, uma boa Seleção Brasileira em época de Copa do Mundo une. Mesmo que seja só por uns dias.

Há quem defenda que os duros ataques que os cariocas têm sofrido por conta da violência é o alvo da questão. Estamos evitando as ruas. Está perigoso. Que triste realidade. Tudo tão cinza…

A falta de dinheiro também marca em cima no bolso do povo. Quem vai gastar grana com tinta e bandeirinhas tendo tantas contas para pagar? Esses governos não devem gostar de futebol. Não é possível. É só bola fora.

Regiões que sempre dão goleada no campo da decoração para Copa do Mundo, sejam elas em áreas nobres ou economicamente mais pobres da cidade, não esboçam sinais de cor. Nem a tradicional festa da Rua Alzira Brandão, o Alzirão, na Tijuca, está garantida este ano.

Não queria lembrar isso, mas a histórica e humilhante derrota na última Copa, há quatro anos, em território nacional, pode ser também um fator antidecoração. Ainda mais se consideramos todo o contexto do Mundial no Brasil.

Espero que na Rússia, a Seleção Brasileira corresponda com uma grande campanha. A festa, a gente monta até em cima da hora, se for o caso. Somos bons nisso.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui