Faltando menos de um ano para a inauguração da Cidade da Música Roberto Marinho que está sendo construída pela Prefeitura do Rio na Barra da Tijuca, onde ficava o Cebolão.

Aqui vão algumas curiosidades de mais um futuro ponto turístico de nossa cidade (fonte Prefeitura do Rio de Janeiro):

  • Cerca de 1200 operários estão trabalhando no canteiro de obras.
  • O complexo abrigará a maior sala de concertos de orquestra sinfônica e ópera da América Latina
  • Será a nova sede da Orquestra Sinfônica Brasileira da Cidade do Rio de Janeiro.
  • A Grande Sala de concertos tem 2.738 metros contará 1.800 lugares, com 10 torres de camarote, para orquestra sinfônica (adaptável para ópera, 1.300 lugares),
  • Uma sala de música de câmara com 800 lugares e reversível, também, para 500 pessoas
  • 7 salas de ensaio
  • 10 salas de aula
  • centro de ensinos, cinemas, (3 salas com 500 lugares), lojas, restaurante, cafeteira, mediatéca, sala eletro acústica
  • estacionamento com 738 vagas.
  • Área do terreno – 95.644 m2
  • Área construída – 87.403 m2
  • O arquiteto responsável pela Cidade da Música é o francês Christian de Portzamparc, que foi premiado diversas vezes, inclusive com o Prêmio Pritzker, o Nobel da arquitetura, e criador da Cité de la Musique, de ParisA
  • Esplanada de acesso estará “suspensa” a dez metros de altura do solo

Apesar do Teatro Municipal ser lindo (digo, belíssimo) e super luxuoso ele peca por já ter sido construído há mais de 100 anos, logo com uma acústica distante da perfeição, que vai ser quase atingida na Cidade da Música. E para os fãs da música, eles podem sentar no chão mas se tiver uma acústica eles nem se incomodam… E, bem, a Cidade da Música vai estar bem distante de ser um sentar no chão! Agora é esperar os pouco mais de 10 meses para visitar o lugar.

Já pedi a assessoria de imprensa da Prefeitura do Rio que me envie algumas fotos das obras, é sempre bom acompanhar.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui