Foto O DiaJá estava no meu cronograma escrever um texto sobre a péssima qualidade dos motoristas de ônibus do Rio de Janeiro, bem antes do desastre anunciado que aconteceu ontem na Avenida Brasil. Qualquer pessoa que anda pelo trânsito carioca já reparou que os motoristas de ônibus, em geral, dirigem de forma totalmente desrespeitosa ao próximo.

Apenas a total falta de respeito pelo próximo explica ações como as que levaram ao acidente de ontem. Dizem que o motorista estava brigando com um passageiro, se não é nem para falar com o motorista, que o diga chegar ao ponto de uma discussão. E se discutiam o motorista deveria, se não parar o ônibus, ao menos desacelerar, acontecia o contrário, o motorista andava em alta velocidade.

Claro que a culpa não é apenas dos motoristas, e sim do sistema por completo, inclusive das empresas de ônibus e da Rio Ônibus. É um absurdo saber que o ônibus que caiu do viaduto tinha 46 multas, sendo 14 por alta velocidade. Era ou não era um desastre anunciado? É até mesmo de espantar que aconteçam tão poucos.

O interessante foi que o representante da Rio Ônibus alegou ter uma carência de motoristas de ônibus no Rio em uma entrevista ao O Globo, o que dá entender que ficam apenas os piores motoristas. Bem, se há carência que aumente o salário deles, assim poderá escolher melhor os profissionais. Não é segredo que as empresas de ônibus no Rio de Janeiro tem lucros pornográficos.

Também utilizaram como desculpa o stress que passam os motoristas, afinal dirigem ao lado do motor, é quente, barulhento e cansativo. Tudo a mais absoluta verdade, não dá para manter a sanidade tendo uma condição de trabalho como esta. Mas outra vez, não é desculpa, trabalhos que tem alta carga de stress precisam de compensações, acompanhamento de psicólogos nas empresas de ônibus, por exemplo, seria um passo. Até mesmo a criação de clubes para relaxar dentro das garagens poderiam ajudar.

O que não é aceitável é continuar como está. Quando não ceifam vidas, atrapalham o já problemático trânsito carioca, quem nunca levou uma fechada de ônibus? Quem nunca viu ele te cortando e logo depois jogando na sua frente para pegar um passageiro? Ou parando no meio de uma avenida para apanhar ou descer um passageiro?

São vários os problemas que com uma fiscalização digna, e não este arremedo que temos há alguns anos, resolveria. Mas, cínico que tenho ficado, não acredito que isto acontecerá. O problema continuará, vidas serão perdidas, será manchete por dois dias nos jornais e pronto. E assim a vida continua.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui