Foto: Comunicação Policia Civil

Segundo dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), analisados pelo Instituto Rio21, em maio foram registrados 62 casos de extorsão nas Polícias Civis do município do Rio de Janeiro. No período entre janeiro e maio de 2021, o mês com o maior número de denúncias foi abril, que contou com 72 casos se extorsão. Em contraste, o mês com o menor número de casos de extorsão foi fevereiro, que registrou 51 denúncias.

A extorsão se caracteriza em constranger a fazer, tolerar ou deixar de fazer algo, sob violência ou grave ameaça para obter vantagem indevida.

Denúncias de extorsão, por mês. Fonte: ISP. Elaboração: Instituto Rio21

Nos últimos 10 anos, a quantidade de casos de extorsão sofreu uma queda. No início da década de 2010, os números chegaram à casa dos milhares por ano. A partir de 2016, as denúncias não ultrapassaram a marca de 886/ano.

“Vale ressaltar que a redução dos casos foi acentuada em 2020, provavelmente em consequência das medidas de isolamento social implementadas durante a pandemia”, pontua o Instituto Rio21.

Denúncias de extorsão, por ano. Fonte: ISP. Elaboração: Instituto Rio21

Em maio de 2020, grande parte das denúncias de extorsão foi registrada em delegacias localizadas na Zona Norte e Zona Oeste. Essas regiões contaram com 119 e 104 denúncias, respectivamente. Por sua vez, menos de 1/3 dos casos foram denunciados em delegacias da Zona Sul e Centro, que juntas somaram apenas 85 denúncias.

Denúncias de extorsão em maio, por região. Fonte: ISP. Elaboração: Instituto Rio21

Ao analisar o percentual de denúncias de extorsão por região e por ano, é possível perceber que há um padrão nos locais de denúncia dos crimes: As delegacias da Zona Norte e Oeste sempre registram mais de 60% dos casos de extorsão. Por sua vez, a série histórica indica que a Zona Sul consiste na terceira região do município que mais recebe denúncias. Enquanto o Centro registra as menores porcentagens de denúncias, entre 2010 e 2020.

Percentual de denúncias de extorsão, por região e por ano. Fonte: ISP. Elaboração: Instituto Rio21

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui