Monsenhor André Sampaio de Oliveira
Monsenhor André Sampaio de Oliveira na Globonews

No domingo, 13 de outubro de 2019, os canais de televisão do Brasil transmitiram por mais de 5 horas as cerimônias de Canonização, da hoje Santa Dulce dos Pobres. Segundo cálculos, 10 mil brasileiros estavam na Praça de São Pedro acompanhando a solenidade cujo ponto alto foi a recitação pelo Papa da fórmula em latim, onde se proclama que a Beata, no caso Irmã Dulce, passa a ser Santa Católica com direito a veneração universal e a constar no catálogo dos Santos. No Brasil o que se viu foi uma grande alegria. Os baianos estavam exultantes em razão do reconhecimento de santidade do “Anjo bom da Bahia”.

Há quem diga que a conclusão mais rápida de processos de Canonização esteja ocorrendo como uma contra medida ao êxodo de Católicos para outras denominações Cristãs. Na verdade esta tese defendida por alguns antropólogos e sociólogos pode em parte ser verdadeira, no entanto Sacerdotes preparados são também importantes para que os Católicos permaneçam firmes na fé que confessam e sejam atuantes. A Igreja precisa de Santos, mas precisa de Sacerdotes preparados. Infelizmente não é o que se tem visto nos últimos anos, com raras exceções. Obseva-se muito Sacerdotes que saem dos Seminários com conhecimento teológico insuficiente ou outros, que são preparados, mas que tomados pelas vaidades humanas afastam os fiéis.

No dia 13 de outubro, na transmissão da Canonização de Santa Dulce dos Pobres levada ao ar pela Globo News, o telespectador teve a oportunidade de acompanhar o evento sendo presenteado com os comentários e explicações do Monsenhor André Sampaio de Oliveira, Pároco da Igreja de Nossa Senhora da Misericórdia, em Botafogo. Trata—se de um dos mais inteligentes pensadores da Igreja contemporânea e um dos mais capacitados Sacerdotes do Clero da Arquidiocese do Rio de Janeiro.

Dono de uma carreira vitoriosa, ainda que o carreirismo nunca tenha sido sua meta, André Sampaio, 50 anos, é carioca, formou-se Padre no Rio de Janeiro, foi Secretário de Dom Eugênio de Araújo Sales, um dos maiores Cardeais da história da Igreja no Brasil. Monsenhor Sampaio foi encarregado de negócios em diversas Nunciaturas pelo mundo sendo portanto Diplomata de Carreira, formado na Academia Pontifícia. É fluente em 8 idiomas, Professor Universitário, autor de livros, Mestre e Doutor em Direito Canônico, dentre outros títulos; Apesar de tão relevante currículo, Monsenhor André Sampaio nunca perdeu os reais objetivos pastorais que devem existir em todos os Padres: Estar próximo dos fiéis, estar apto a ouvir, ter conhecimento para ensinar, ser justo e acima de tudo ser “pai” de seu rebanho. Estas são qualidades que Monsenhor André tem e que muitos Curas, sem um terço de seu preparo, não tem.

A Igreja não é muito justa com os seus. Sacerdotes como Monsenhor André Sampaio com seu preparo já poderiam e deveriam por exemplo, serem Bispos e ainda não são. Outros pelo Brasil afora, com poucas qualidades e amor a Igreja, já estão no Episcopado ou em cargos relevantes. Na Igreja, como na sociedade como um todo, muitas vezes, bajuladores conseguem crescer na carreira enquanto os verdadeiramente capazes demoram um pouco mais.

Ter assistido a Canonização de Santa Dulce ouvindo os comentários e a verdadeira aula de liturgia, rito e história da Igreja foi um frescor para os Católicos. Dias antes, Monsenhor André havia dado um “workshop” sobre a Canonização para dezenas de jornalistas Globais no Brasil e Europa (via Satélite) envolvidos com a transmissão do evento no Vaticano. Ter assistido ao Monsenhor André e poder vê-lo nas celebrações em sua Paróquia e em várias Igrejas é a certeza de estar diante de um Padre com P maiúsculo. É também a certeza que Sacerdotes preparados são necessários para uma Igreja Católica forte e são estanques para o êxodo de Fiéis.

Assistir ao Monsenhor André Sampaio falar, explicar e defender a Igreja é também certeza que a Igreja precisa de Santos, modelos para todos, mas sem dúvida necessita de Sacerdotes preparados.

Que a Igreja valorize seus grandes Sacerdotes, que a Igreja valorize e coloque em posição de liderança Presbíteros como André Sampaio de Oliveira.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui