Vejamos que nos últimos meses o Jornalismo da Rede Globo de Televisão e seu canal jornalistico Globo News tem dedicado fartos minutos para inserir noticiocos sobre a Igreja Católica no Brasil. Lamentavelmente a maioria das pautas são ataques a lideranças Católicas brasileiras. Nos últimos 5 meses a Globo realizou matérias negativas sobre os “Arautos do Evangelho”, Padre Robson e ontem, 3 de janeiro de 2021, sobre o Arcebispo de Belém do Pará, Dom Alberto Taveira Corrêa.

A Globo tem se especializado em criticar ferozmente o Presidente da República e a Igreja Católica com o objetivo de denegrir, difamar e enfraquecer pessoas a instituições que não estão nas graças da emissora.

Quero focar esta coluna no ocorrido no dia 3 de janeiro no programa Fantástico e seguidamente, como de hábito, replicado em jornalisticos da Globo News, matéria no Jornal O Globo e outros veículos pertencentes a esta organização. Citei as críticas ao Presidente, pois, sem entrar no Mérito, concordar ou discordar das posturas dele como Chefe da Nação, observo a perseguição “Global” que ele tem sofrido e vejo que a Igreja Católica terá o mesmo tratamento.

A pergunta que não quer calar é: – Porque as Organizações Globo tem demonstrado tanto desejo de enlamear a Igreja Católica no Brasil?

As boas práticas do Jornalismo nos obriga a ouvir os dois lados e prestigiar o contraditório. O que o jornalismo da Rede Globo fez ontem com a matéria sobre o Arbispo de Belém do Pará não se pautou no que aprendemos ao abraçar tão nobre profissão. A produção da matéria foi espetaculosamente nojenta, com um cenário escuro, vozes alteradas e uma “proteção” dos acusadores. Ora quem acusa alguém que qualquer coisa em rede nacional precisa no mínimo ser mostrado da mesma forma como o acusado foi exposto.

A matéria foi algo tendencioso e parcial. As “denúncias” contra o Arcebispo Taveira sobre possíveis importunações de cunho sexual aos seminaristas resume-se a “ele me tocou”, “ele me pediu”, “ele insinuou”. Onde estão as provas se o processo judicial e canônico ainda não foram concluídos e nenhum prova produzida para dar sustento a uma condenação?

Até o momento o que se viu foi mais uma vez um sensacionalismo barato patrocinado pelas Organizações Globo, dando a entender, ainda que de forma disfarçada, que a Igreja Católica é um “antro” de pedófilos, ladrões, tarados e importunadores de inocentes. A intenção sistemática da Rede Globo tem sido a de causar escândalo e tentar trazer de volta a audiência que ela perde diariamente.

Custa-me a crer que a emissora desenhada pelo Jornalista Roberto Marinho venha trilhando este caminho que ela tanto condena em outras emissoras e que sempre classificou como “sensacionalismo popularesco”. Custa-me a crer que a emissora arvore-se a colocar-se como depositária da moral  quando no meio artístico e jornalístico todos conhecemos as histórias escabrosas que alguns necessitaram se submeter para alcançar o sucesso na “vênus platinada”.

Recordo-me de uma famosa piada infame que dizia sobre dois belos rapazes na porta da emissora, um comenta  com o outro: “Quem é que manda na Rede Globo que eu estou cansado de me “deitar” com o Diretor errado? (a palavra deitar não é exatamente a usada na piada). Ao longo da existência da Rede Globo sempre se ouviu muito sobre uso de drogas, sexo em troca de favores e outras ações impublicáveis. Claro que nunca se pôde provar e talvez por isso tudo ficou no campo das hipóteses.

A Rede Globo ultrapassa o campo das hipóteses e adota uma postura generalista para atacar a Igreja Católica, que sendo feita de seres humanos, haverá certamente de ter suas mazelas mas que seguramente, em sua grande maioria é composta por homens e mulheres que dedicam-se ao Evangelho, a ajuda aos mais pobres e a alimentar os corações endurecidos com a tão necesária Fé.

A Globo está protagonizando uma verdadeira Cruzada para desestabilizar a Igreja Católica no Brasil assim como tenta desestabilizar outras pessoas e instituições. A Rede Globo chama de “viúva” a companheira de outra mulher, afirma que “fulano” esteve em tal lugar com seu “marido”, valoriza países que legalizam o aborto e como dito de tempos em tempos, cada vez com intervalos mais curtos tenta desestruturar a Igreja Católica que não pode por sua natureza apoiar as teses liberais e libertinas da emissora que sempre achou-se dona do pensamento dos Brasileiros.

Bispos, Padres, Acólitos, Coroinhas, Leigos praticantes devem manter-se vigilantes, qualquer um brevemente pode ser a próxima vítima. Para a Rede Globo o fato de alguém SEM PROVAS acusar um Bispo ou um Padre de assédio torna-se uma verdade absoluta. Começa-se então a esculhambação pública do suposto “criminoso”.

Recordo-me ainda iniciando na carreira, quando o Diretor da Escola de Base, uma pequena instituição de ensino foi acusado pela Rede Globo e várias emissoras de práticas sexuais condenáveis, abusos e outros crimes. De maneira precipitada destruíram a escola, a vida e a moral dos donos da instituição que ficava em São Paulo. Anos mais tarde, após longo processo provou-se que nada do que havia sido dito pela imprensa era verdade, tudo era uma enorme mentira. Tarde demais. O dono da Escola já havia morrido de doença do corpo causada pela morte de sua alma, já falecida quando ele foi acusado injustamente.

Nem conheço o Arcebispo de Belém do Pará, mas conheço pessoas que por tantas razões, usam de expedientes nefastos para acusar outras geralmente afetando aquilo que é mais caro para a pessoa acusada. Esse tipo de postura aumenta a cada dia. Os acusadores não apresentam provas mas encontram emissoras como a Rede Globo que veste de credibilidade tudo aqulo que disseram e não provaram.

Apenas uma observação para concluir: Adeptos de outras religiões defendem, manifestam-se, indignam-se quando suas lideranças são atacadas sem provas, grande parte de nós Católicos, incluo aí parte do Clero e do Episcopado, ficamos silentes e omissos, esperando quem será a próxima vítima.

Nós Católicos temos que levantar a voz para exigir o afastamento de eventuais lideranças deformadas mais devemos fortemente levantar a voz para defender nossos ungidos quando são acusados SEM PROVAS. Não pode nos bastar que, quando a inocência de um deles é comprovada, uma nota de rodapé ou uma notícia de 10 segundos seja suficiente. O estrago na vida deste Arcebispo está feito, seja ele culpado ou inocente como alega ser.

 Até que se prove a culpa eu como defensor do estado de direito, fico com a tese da presunção da inocência.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

22 COMENTÁRIOS

  1. Essa globo lixo é tendenciosa sim, sempre faz jornalismo de qualquer jeito achando que tudo pode, isso é queda de audiências é desespero. Estou com a igreja católica sim.

  2. Em relação ao presidente da República é um sujeito que até o momento não conseguiu mostrar para que foi eleito. Entrou nesta briga com a Globo onde um sairá derrotado. Eu espero que seja os dois.
    Quanto a reportagem do fantástico analiso que seja uma reportagem informativa, a sociedade tem que saber sim o que acontece em todos os setores, pois como em alguns caso seja abafado e esquecido. Conheço Dom Alberto, sei que ele é uma pessoa justa, correta e gosta das coisas certinhas. Quanto aos denunciantes, não passam de pessoas que não tinham vocação nem uma para ser um sacerdote para honra a instituição igreja católica, e digo mais, tem pessoas (outros padres) que não se deram bem na gestão de Dom Alberto e com isso, podem até, eu disse podem está patrocinando esses jovens para denunciar o arcebispo. Pois, tinha pessoas que queriam ficar rico usando a batina.
    Até que me provem o contrário, continuo apoiando Dom Alberto, se um dia errar pedirei desculpa.

  3. A Globo, da Santa Missa em seu lar, da única correspondente brasileira fixa no Vaticano, das Missa do Galo, das coberturas de TODAS as festividades católicas no País, inimiga da Igreja Católica?

    Desde quando? kkkkkkk

  4. Dom Alberto Taveira, o Brasil conhece. Esse acusadores, quem são? Talvez lá na frente eu me arrependa de ter postado esse comentário mas no momento estou com o bispo e pastor da Igreja. Caso fique comprovado alguma coisa volto aqui para pedir perdão aos internautas.

  5. Não sabia que dar informações é “atacar”, esse pseudo jornalista deveria saber a diferença entre notícia e perseguição, a Globo não “atacou” a igreja católica, a prova disso é que no fantástico SEMPRE aparece relatos de abusos na igreja católica, evangélica, espírita, independentemente da religião, NOTÍCIA É NOTÍCIA.

  6. Quanto ao presidente o que ele tem feito? Nada. A incompetência é tanta que 2 anos depois o governo é um deserto de ideias e realizações. Só ferrou o trabalhador até agora com desemprego doença e fome. Quanto a igreja católica ela sempre esteve do lado dos poderosos e só ver a história. E esses casos estão em todos os lugares. Ainda bem que o papa não está mais acobertando isso.

  7. Voltando. O jornalista deveria saber que a decisão da Rede Globo de fazer a denúncia encontra respaldo nas atitudes do próprio papa Francisco, que tem tido a implacável postura de não acobertar casos de abusos sexuais. O jornalista também quer desviar a atenção para o mensageiro (Rede Globo) e não se ater à gravidade da mensagem (abusos contra os rapazes). Também aponta o dedo para os possíveis desmandos sexuais cometidos por profissionais da Rede Globo. Acredito que isso seja verdade, porém quer colocar a emissora como estando acima do bem e do mal, ignorando que ela é administrada por pessoas. A Globo é uma empresa e, como tal, nela há pessoas que agem de forma justa e injusta, como ocorre em qualquer empresa. De uma rede de TV como a Globo deve-se, sim, exigir mais responsabilidade, equilíbrio, devido ao enorme alcance, mas não que acerte sempre, que não coloque seus interesses e sua sobrevivência em primeiro lugar, desde que isso não signifique agir de forma desonesta. Já senti raiva da Rede Globo em vários momentos, mas ódio não, porque procurei entender os interesses empresariais e dimensão humana do grupo. A empresa já foi, em boa medida, conservadora, mas reacionária muito pouco. Atitude bem diferente das religiões. Será que a cegueira e o ódio vão impedir que se reconheça a grande contribuição da empresa na marcha do progresso? A empresa tem ação social invejável; possui mulheres em lugar de comando; os negros ascendem cada vez mais e ocupam lugares e posições importantes; homossexuais são frequentes e tratados de forma menos caricata e mais respeitosa; seu audiovisual é elogiadíssimo; emprega milhares de pessoas; pediu perdão por ter apoiado a ditadura, atitude corajosa, rara e digna de palmas; seu jornalismo informa e educa as pessoas; seus programas de viagem mostram o Brasil para o mundo, etc. Não devemos deixar de criticar essa grande organização, que para mim é grande motivo de orgulho, mas vamos fazer isso sem sofismas, falácias e evasivas…

  8. Realmente. Algumas matérias do Fantástico e, no geral, o destaque que dão na programação dos canais da emissora, passam dos limites do bom jornalismo.
    Essas duas citadas, referente aos padres.
    Também achei, por exemplo, naquela matéria que tratou do caso de adoção de uma criança disputada por dois casais.

  9. A emissora está de parabéns pela matéria e a igreja deve se preocupar em resolver seus problemas ao invés de atacar a imprensa ou até atacar aleatoriamente os gays que não tem nada a ver com a história. Mesmo em países bem mais honestos que o Brasil a igreja tem problemas (como qualquer outra instituição). Mas aqui no Brasil os católicos sempre foram protegidos de qualquer investigação inclusive pela própria Globo. Se mexer acha-se sujeita em tudo e não vai ser a igreja que vai ser perfeita.

    • Acorda, Selma! Não vá pelo sensacionalismo dessa emissora. Quando você acordar desse seu pensamento “atrasado”, será tarde. Você será mais uma “notícia” e “vítima” desse LIXO. Preste atenção!!

    • O castelinho des(Moro)nou
      Quando tempos atrás mostravam as ações da Lavajato muitos quadrúpedes batiam palmas
      Recentemente, com as revelações da Vazajato tentaram a todo desacreditar o Grenwald.
      Hoje vemos processos derivados daquelas ações prestes a serem anulados e outros resultando na absolvição, por exemplo, do Lula.
      Enfim, mutatis mutandis. O exagero que vimos lá também encontramos nos casos dos padres, assim como aquela modelo Mariana Ferrer…

  10. Concordo plenamente que essa matéria do fantástico foi tendenciosa e maldosa, isso de atacar e enxovalhar a honra de uma pessoa é muito grave, não devemos apontar ou condenar uma pessoa só porque o pecado dela é diferente do nosso. Até que se prove o contrário o bispo de Belém merece sim respeito e proteção tanto quanto aquela moça que foi violentada e acusada pelo juiz e promotor de ter sido culpada pelo estupro. A mídia está se especializando em destruir a honra e a integridade alheia. Rede Globo decepcionando.

  11. Parece que o arcebispo foi tratado injustamente no programa citado e nas matérias que o repercutiram.
    Mas o presidente é, pura e simplesmente, um corrupto, um mau pai de família e um péssimo cristão. Não está sendo perseguido, está havendo apenas a repercussão que merecem todos os escândalos que envolvem o chefe da nação.

  12. É meu amigo,o presidente Bolsonaro sente isso na pele todos os dias , calúnia injúria,e acusações sem provas são as armas que essa emissora usa para difamar os cidadãos de bem desse país.

  13. O jornalista comete homofobia, que é crime, ao insinuar que a rede Globo pratica imoralidade ao usar termos como viúva e marido para se referir a cônjuges de pessoas do mesmo sexo. A decisão do STF permite que os religiosos digam que homossexualidade é pecado no interior de seus templos, mas não libera jornalistas para propagar preconceito contra esse grupo que por séculos foi perseguido por religiões que praticaram e praticam todo tipo de covardia contra ele.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui