O Prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, Bispo da Igreja Universal do Reino de Deus e sobrinho de seu líder, Edir Macedo, é tudo, menos Prefeito. Um de seus livros publicados graças ao dinheiro de sua Igreja chama-se “O verdadeiro significado da cruz“. 

O título poderia ser alterado para “Crivella é o verdadeiro significado da cruz para os cariocas.” Crivella é um fiasco na Prefeitura. Lembremo-nos da ciclovia, da interdição da Avenida Niemeyer e do grande drama da população que é a verdadeira falência da saúde pública na cidade. 

Enquanto o Rio afunda,  Crivella prefere atacar a imprensa, impedir a participação de jornais em coletivas da Prefeitura e pedir desculpas… desculpas e desculpas, registre-se que todas esfarrapadas.

Crivella aparece nos vídeos com palidez carcerária, sem conseguir articular o discurso como nos tempos dos púlpitos da Universal. Cada vez mais claudicante, o Prefeito vai se tornando uma figura no mínimo folclórica e assim deverá entrar na história com este perfil. 

Impressiona a dificuldade de vida dos cariocas, principalmente os de baixa renda e que mesmo assim ainda, timidamente é verdade, existam aqueles que defendam o Bispo que não é mais Bispo e o Prefeito que é não é Prefeito.

É doloroso para o Rio de Janeiro, cidade brasileira mais conhecida no mundo, viver este momento Haitiano de sua história. Crivella é infelizmente abusado por se achar capaz. É um incompetente. Ele está para o Rio como Jean Wyllis esteve para Brasília. Ambos se criaram graças programas de TV de qualidade duvidosa.

O sentimento que se tem é de tristeza e desejo dis cariocas é que o tempo passe e passe depressa. Crivella deve se ater aos púlpitos e a imitação do templo de Salomão. O templo é uma cópia, um fake e Marcelo Crivella é uma cópia de Prefeito e um fake de Político. O Rei está nú e o Rio está no buraco.

4 COMENTÁRIOS

  1. Dos 3 candidatos para ocupar os cargos mais importantes: Presidente do país. Governador do Estado do Rio e, Cidade do Rio de Janeiro, devido a importância do Rio para a comunidade internacional, Crivella tem se mostrado que é o pior destes três governantes eleitos.
    Apesar dos discursos das campanhas que levaram a destes governantes, o Crivella, infelizmente, para todos os cariocas, principalmente os que dependem da Rede Pública de Saúde, o Crivella merece menção honrosa pela sua INCOMPETÊNCIA.

  2. DESCULPAS ESFARRAPADAS SOBRE A MÁ ADMINISTRAÇÃO DE CRIVELLA

    Não concordo de jeito algum com muitas desculpas esfarrapadas que tenho lido a respeito da administração de Marcelo Crivella, pois Crivella, para ser considerado um péssimo prefeito, precisa melhorar muito.

    É evidente que os cofres da cidade vem sido dilapidados por mais de meio século, mas para se manter a cidade do Rio de Janeiro limpa, não se gasta tanto dinheiro assim !!! E nossa cidade está um lixão a céu aberto, totalmente jogada às traças e às baratas.

    1) O Largo da Carioca virou um camelódromo a céu aberto, com camelôs que ficam inclusive encostados nos pés do antigo relógio recém reformado.

    A pergunta que não quer calar é: o relógios oi todo reformado, a um alto custo, para que os camelôs se encostem nele e vendam panos de prato ?

    O Largo da Carioca, além de ser um ponto de encontro de pessoas, tem igrejas, prédios históricos e várias atrações em seu entorno – e não deveria estar totalmente abandonado e ter sido transformado em outro camelódromo, entre tantos outros que infestam nossa cidade.

    Crivella deveria fazer um caramanchão retangular (como o que tem na lateral do Museu Histórico Nacional na Praça XV), bem no meio daquele Largo – da Rua Nilo Peçanha até a Almirante Barroso – e embaixo dele colocar bancos, onde as pessoas pudessem desfrutar da vegetação de cobertura do local.

    2) O canteiro central da Rua Uruguaiana foi transformado num imenso camelódromo e, ou você anda naquele miolo, ou nem consegue atravessar para o outro lado da calçada por ali.

    3) O camelódromo em volta da estação de metrô Uruguaiana é um lixo, com necessidade urgente de um choque de ordem naquela bagunça.

    4) A enorme calçada em frente ao Campo de Santana está infestada de camelôs e moradores de rua, que espalham suas mercadorias pelo chão, e o povo, que paga altíssimos impostos, é que ande pelo meio da rua: o povo é que se lixe.

    Que gente é aquela, vendendo quinquilharias (roupas velhas, sapatos de quinta mão, etc…) bem em frente ao nobre Campo de Santana ?

    5) Ora, todos sabem que a Central do Brasil e seu entorno são pontos de destaque de nossa cidade e não poderiam estar neste nível insuportável de abandono em que se encontram.

    6) Os funcionários da Comlurb estão sendo obrigados a derrubar a maioria das árvores da cidade (mesmo que estes funcionários não sejam especializados em poda), quando todos sabem que este comportamento de extermínio de árvores e de florestas está na contramão do que se vê no mundo civilizado.

    Que administração é essa que permite este extermínio em massa das árvores da cidade do Rio de Janeiro ?

    Enquanto outros prefeitos, como o de São Paulo, o de Curitiba e o de Salvador, como exemplo – estão no caminho inverso desta vergonha, transformando estas outras cidades em agradáveis refúgios para sua população.

    E por último mas não menos importante = como nossa cidade vai abrigar o UIA2020RIO – o 27º Congresso Mundial de Arquitetos,de 19 a 23 de julho próximo ?

    Nossa cidade está um verdadeiro chiqueiro e não tem a menor condição de receber ninguém, que dirá um evento de tal porte. No Brasil há diversas cidades que estão muito bem administradas como Salvador, e mesmo São Paulo está muito mais arborizada do que o Rio de Janeiro.

    7) Aliás, que bosta de arborização é esta da Orla Conde ? São quase quatro quilômetros de extensão, e onde cabem mais de mil árvores, não plantaram nem duzentos. E árvores floríferas, nem pensar… você precisa ir à África do Sul para ver uma bela alameda de jacarandás ou de acácias amarelas…

    Que Praça Mauá de chão de granito (ao invés de grama) é aquela e que calçadão até às Barcas é aquele sem uma árvore sequer, nesta cidade onde faz um calor senegalês ?

    Você me desculpe, mas o montante para fazer estes pequenos ajustes e para manter o Rio de Janeiro limpo e organizado não é tão grande assim, para que Crivella tenha deixado a cidade tão imunda assim, para que a cidade tenha decaído tanto em tão pouco tempo.

    Ah, esqueci de falar do samba do crioulo doido que é a arborização de cada lateral do Museu do Amanhã…

    A ordem da arborização deste local é essa: três árvores, seguidas de duas palmeiras, seguidas de uma árvore, seguida de quatro palmeiras, seguidas de três árvores, seguidas de duas palmeiras, etc… Ou se planta árvore ou se planta palmeira, mas este PAISAGISMO DOS INFERNOS mistura todas elas aleatoriamente, sem critério algum de escolha e muito menos de beleza e de ordenamento.

  3. Acabou a Verba para a Mídia e Imprensa. Estou todos Magoados. O que se viu nas últimas décadas no RJ foi um Absurdo. Ninguém sabia de Nada.: Corrupção e Roubo na Prefeitura e Estadual. Onde estava a Imprensa e a Mídia, que não sabia da Corrupção e Roubo no RJ??? Tenho a sensação que o Carioca está sentindo Falta da Corrupção e Roubo. Gostamos de Pagar Impostos para cobrir o Rombo Público. A Dívida que o Dudu Maravilha deixou para o Seu Sucessor foi de $ Bilhões de $ Bilhões de Reais. “Nenhum Prefeito Honesto e Integro conseguiria Administrar a Prefeitura do RJ”. Gostamos de fazer de Ladrões e Corruptos Imagem de Adoração.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui