Na manhã de 23 de abril, quinta feira, fui surpreendido que o empresário Paulo Penido,
casado com a Lugar Tenente da Ordem Eqüestre do Santo Sepulcro, Sra. Isis Penido, faleceu. Dr. Paulo como era chamado, acordou tomou café, disse que dormiria mais um pouco e faleceu. Teve a morte dos justos. Acordou com Deus. Deixou 2 filhos, Rosa Karina e Paulo Júnior além da neta que tanto amava Maria Thereza.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro


Eu poderia aqui passar horas a descrever a imensa folha de serviços prestados ao Rio de
Janeiro, a Minas, seu estado natal e ao Brasil. Paulo Penido é de uma família mineira
tradicional, era engenheiro por formação e um homem de enorme conhecimento. Tinha
talento de gênio. Amigo pessoal de Juscelino Kubitscheck, Paulo Penido teve importante
participação na construção de Brasília.

A amizade era tanta, que o Juscelino foi seu padrinho de casamento com a estimada Isis Penido. Dr. Paulo foi um dos gestores da Serveng, empresa do ramo da construção que realizou grandes e perenes obras no país. Atualmente estava aposentado com algumas limitações motoras por conta de dois acidentes vasculares cerebrais. Como dito, seria longa a lista do tanto que Paulo Penido fez por este país que ele amava. Prefiro dar foco ao católico Paulo Penido.

Homem temente a Deus e de uma fé inabalável na igreja, em suas verdades e seus valores. Dr. Paulo teve participação ativa nas obras do Santuário Nacional de Aparecida quando seu tio, Dom Geraldo Penido, assumiu o Arcebispado de tão importante local de devoção Mariana. Construtor e engenheiro, Dr. Paulo deixava clara devoção católica em obras. Incentivou sua esposa, Isis Penido, a construir uma capela para Nossa Senhora
Desatadora de Nós, na cidade de Armação de Búzios.

Atualmente, no balneário da região do lagos, a Capela da Desatadora já recebeu mais de 1 milhão de visitantes ao longo de 19 anos de existência sendo considerado pela Igreja como “local de peregrinação Mariana“.

Dr. Paulo incentivada as inúmeras ações de filantropia e em favor da igreja lideradas por
sua esposa Isis Penido. Orgulhava-se da esposa e de tantas grandes obras que ela realizava e postos que ocupava de lugar Tenente da Ordem do Santo Sepulcro de Jerusalém.


Dr. Paulo tinha amigos Padres e Padres amigos. Gostava de conversar com os sacerdotes,
de receber os sacramentos e de ponderar sobre os tempos atuais e sobre os caminhos da
Santa Igreja. Foi um homem que nunca negou presença física e apoio material à caridade e as ações para os mais humildes. Foi um católico exemplar, valorizava a família e a vida
em família, não julgava, era acolhedor, generoso e amigo.


A morte de Paulo Penido pegou todos de surpresa, vimos mensagens e manifestações de
pesar vieram desde o Cardeal Arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta, até Padres.
Monsenhores, Bispos Italianos, Padres da Terra Santa, Padres de Jerusalém, entre outros. Todos estes foram unânimes em ressaltar as grandes qualidades cristãs de Paulo Penido. Seguramente sua morte deixa uma lacuna dentre os leigos da Igreja Católica, deixa o Rio de Janeiro, Minas e o Brasil mais pobre. Perdemos um grande homem.


Meu abraço sincero e afetuoso a sua viúva Sra. Isis Penido. Em todos estes anos que Dr.
Paulo necessitou de atenção especial por conta das seqüelas do AVC, Isis Penido, a esposa
e companheira de que ele tanto se orgulhava foi um exemplo de dedicação a ele, seu
primeiro amor, seu grande esposo, Pai de seus filhos, avô de sua neta. Paulo Penido como
disse era um homem de família, mas não pertencia apenas a sua família; Paulo Penido
pertencia a uma rara geração de grandes homens que são cada vez mais raros em nosso
país. Que ele descanse em paz.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui