Isso é óbvio, o Pan é do Rio. Mas a Isto É precisou fazer uma matéria sobre isso:

O governo Lula garantiu os Jogos Pan-Americanos 2007, no Rio de Janeiro, com muito dinheiro para tapar os buracos do orçamento estourado e acelerar a conclusão das obras atrasadas. E, logo depois, apresentou uma fatura delicada, mas que está causando polêmica entre os cariocas. Peças publicitárias e comunicados federais chamam a disputa de “Pan do Brasil” em vez de “Pan do Rio”. E abrem espaço para que outras cidades do País, como Brasília, peguem carona no potencial turístico da competição. Foi o suficiente para os moradores da Cidade Maravilhosa reclamarem de que a sede do Pan, principal porta de entrada para turistas internacionais, está sendo pouco divulgada. O prefeito César Maia, que não costuma fugir de uma discussão, tomou o partido da cidade. “É inacreditável. Pelo menos poderiam chamar de Pan-Brasil Rio-2007”, disse a ISTOÉ.

Um rap, Cidade do Pan, da dupla Don e Mingau, virou o hino dos contrariados por reafirmar o orgulho dos cariocas em abrigar a festa. “Preparar a cidade é a meta principal/ o Rio de Janeiro tem praia e carnaval/ Pan 2007 no Rio de Janeiro””, pregam eles na letra. Na internet, a página de protesto O Pan 2007 é do Rio, abrigada no Orkut, conta com quase mil membros. Uma parte questiona o fato de os jogos não serem identificados com o nome da cidade que irá realizá-los, a exemplo do que ocorreu nos anteriores. Outros condenam o Ministério dos Esportes por divulgar o slogan Investir no Pan é investir no Brasil. E também a Rede Globo, pela adoção da frase Rio 2007, o Pan do Brasil em seus canais de tevê, rádios e portais de internet. “O esporte é um instrumento de transformação da sociedade brasileira. Este Pan não pode ser só dos cariocas”, justifica Eduardo Mack, gerente de divulgação do Projeto Pan da Globo.

O ministro do Esporte, Orlando Silva Júnior, prefere a diplomacia: “Entre julho e agosto deste ano, o Rio será o Brasil.”Para ele, os jogos são – evidentemente – do Rio, mas têm importância para todo o País. O argumento não acalma a turma revoltada do Orkut. “Alguém já ouviu falar nas Olimpíadas da Espanha? Ninguém. Todos conhecem as Olimpíadas de Barcelona. Os jogos são das cidades. Por que aqui será diferente?”, protesta Joana Melo, 27 anos. O rapper Don, um dos autores do hino informal da causa, é mais categórico: “O Pan é uma conquista do Rio. E ponto.” Tudo indica que a disputa por esta medalha não se encerrará antes da cerimônia de abertura.

Se quiserem, neste post falo sobre a comunidade “Pan do Rio” do Orkut, e neste post há o rap de Don e Mingau para download.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui