Não deixem o Grupo Estação acabar

Se você mora no Rio e curte o circuito alternativo de cinema, com certeza conhece o Grupo Estação. O grupo, que começou com reuniões de apaixonados pela sétima arte no Cineclube Macunaíma, na Associação Brasileira de Imprensa (ABI), hoje conta com seis espaços de cinema espalhados pelos bairros cariocas. Por conta de uma grande dívida, o Grupo pode ser fechado, danificando o cenário cultural carioca.

Os cinemas que pertencem ao Grupo Estação são o Estação Botafogo, Estação Rio, Estação Gávea, Estação Ipanema, Estação Barra Point e Odeon Petrobras. O espaço já foi sede de vários eventos, como o Festival do Rio, Anima Mundi, Curta Cinema, Afro-Brasileiro, Filmes de Montanha, entre outros. Entre os sucessos de bilheteria, as salas já exibiram filmes como Banquete de Casamento, de Ang Lee, e Buena Vista Social Club, de Wim Wenders.

Para evitar essa perda, o Jornalista Dodô Azevedo criou um grupo no Facebook para reunir pessoas que querem manter a sétima arte viva no Rio, o Apoio ao Grupo Estação. Em entrevista ao Diário do Rio, ele falou um pouco sobre o movimento e o que pode ser feito para ajudar:

Diário do Rio:Qual sua ligação com o Grupo Estação?
Dodô Azevedo: Apenas frequentador, desde sua fundação.

DDR:Como e quando surgiu o movimento de apoio?
DA: No último 17 de fevereiro, quando vi no Facebook um post do Marcelo (França, sócio do Grupo Estação) sobre a situação. Criar um grupo de discussão foi um ato instintivo que qualquer carioca que ama cinema faria, porque todos os cariocas cinéfilos devem sua formação, nos últimos 30 anos, ao Grupo Estação.

DDR:O que vai ser feito de concreto? Já existem propostas? Li sobre crowdfunding no Facebook, já foi falado sobre isso?
DA: Muitas coisas, concretíssimas, de todos os tipos, rolaram nos bastidores desde que o grupo de apoio foi formado. O assunto já chegou a Brasília, ao Congresso, com resultados positivos e efetivos. Mas não é o momento de falar delas. O momento é de simplesmente prestar apoio ao Estação. Esta reação do carioca, esse apoio imediato, fez o barulho necessário para que uma luz no fim do túnel, muito factível, aparecesse.

DDR:O que os cariocas podem fazer de fato para ajudar, além de entrar no grupo do Facebook e manifestar apoio?
DA: Neste momento, contar suas histórias pessoais com o Estação, espalhar a notícia, pedir apoio de amigos e continuar pensando e enviando sugestões. Todas, absolutamente todas, estão sendo recebidas com alegria e sendo tratadas internamente pelo Estação.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui