O deputado estadual Filippe Poubel (PSL) invadiu, na tarde desta quarta-feira, o hospital de campanha de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio. Ele alegou que tinha o objetivo de fiscalizar as instalações. Poubel se exaltou e tentou intimidar os colaboradores do local. A unidade, de responsabilidade da Organização Social Iabas, seria inaugurada nesta quarta-feira, após diversas reconsiderações nos prazos de entrega. Inicialmente, ela estava prometida para o dia 30 de abril, mas segue em obras.

Durante a confusão, o deputado do PSL afirmou que o hospital é um “circo”,” possui apenas dez respiradores, não tem rede de esgoto, nem equipamentos de proteção individual.”

Em nota, a assessoria do deputado disse que ele tem percorrido todos os hospitais de campanha e, nesta quarta-feira, esteve na unidade de São Gonçalo. Quanto às agressões, Filippe negou e informou que funcionários da obra, sem crachá de identificação, tentaram omitir falhas, e um deles agrediu verbalmente o deputado, o que o fez se exaltar verbalmente. Confira a nota na íntegra:

“O deputado Filippe Poubel tem percorrido todos os hospitais de campanha, nesta terça-feira (27/05) esteve na unidade de São Gonçalo. É prerrogativa e atribuição de mandato realizar fiscalização de obras, Filippe Poubel se identificou como parlamentar, mas teve o acesso negado. Após aguardar cerca de 30 minutos, e para prevalecer seu direito parlamentar, o deputado acionou a Polícia Militar e assim conseguiu entrar na área interna do hospital de campanha. Portanto, não houve invasão.

No curso da fiscalização, funcionários da obra, sem crachá de identificação, tentaram omitir falhas, e um deles agrediu verbalmente o deputado, o que fez Filippe Poubel se exaltar verbalmente, mas em nenhum momento houve agressão física de sua parte nem de seus seguranças. Cabe esclarecer que o deputado desde o ano passado cumpre uma série de recomendações da Polícia Civil devido a um relatório da corporação apontando risco de atentado à sua vida. Sendo assim, os seguranças do deputado são policiais, natural portarem armas para a defesa do parlamentar e própria proteção.

A fiscalização foi transmitida ao vivo nas redes sociais para dar total transparência e evitar distorções. Filippe Poubel manterá sua conduta responsável de legislar e fiscalizar os atos do Executivo, foi eleito para isso”.

4 COMENTÁRIOS

  1. Todos políticos envolvidos com roubo e corrupção devem ser enforcados em praça pública em ato civil com o hino brasileiro. Sem direito a recorrer em nenhuma instância, sem abas e sem nenhuma chance de escapar da condenação. Seus parentes até 3 grau todos os bens são confiscados pelo estado. Só assim acaba essa desgraça de corrupção.

  2. Incrível como a reportagem sugere que o errado é o deputado e não a empresa responsável pela construção e entrega (atrasada e superfaturada) do Hospital o que, COM TODA CERTEZA, levou à morte vários cidadãos goncalenses que não conseguiram atendimento nos poucos, péssimos e superlotados hospitais públicos existentes na cidade de mais de 1 milhão de habitantes!
    Sugiro que a redação assista ao vídeo que o Poubel fez, pq ele esclarece toda a operação de fiscalização do deputado que, aliás, vem fazendo um trabalho sensacional, diferente do governo do RJ, do prefeito (ausente) de São Gonçalo e, pelo que acabei de ler, desse blog.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui