Interior do Hospital de Campanha do Riocentro - Foto: Divulgação/Prefeitura do Rio

Relator da ”Comissão do Covid”, promovida pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) para investigar irregularidades ocorridas na área da saúde durante a pandemia, o deputado Renan Ferreirinha (PSB) defende que o Governo do Estado assuma a gestão do Hospital de Campanha do Riocentro, na Zona Oeste da capital fluminense, que atualmente é administrado pela Prefeitura.

Essa sugestão acontece após o atual prefeito do Rio, Marcelo Crivella, ter dito, no início do mês, que pretendia desativar a unidade. Devido ao aumento no número de casos na cidade, porém, Ferreirinha acredita que o hospital não pode ser fechado.

”A Secretaria Estadual de Saúde tem equipamentos e medicamentos para abrir dezenas de leitos para tratar Covid e tem demonstrado vontade em corrigir velhos problemas de gestão. Por isso, defendo que o Governo do Estado assuma o Hospital de Campanha do Riocentro nesse momento crítico. Além do mais, o Crivella já demonstrou que não sabe administrar e que não tem condições de lidar com a nova escalada de casos no Rio”, afirma Ferreirinha.

Na tarde da última quinta-feira (26/11), o parlamentar, vale ressaltar, enviou ofícios às secretarias municipal e estadual de Saúde. À Prefeitura, Ferreirinha perguntou se houve redução de leitos nos últimos 6 meses e se a unidade do Riocentro, realmente, será desativada. Ao Governo do RJ, o deputado pediu informações sobre ações emergenciais que estão em curso para conter o Coronavírus.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui