Foto: Divulgação

A sede do Detran, no centro do Rio de Janeiro, gera uma quantidade enorme de lixo todos os dias. Como o descarte de dejetos é um problema na cidade, o presidente do órgão, Adolfo Konder, decidiu criar uma coleta seletiva de lixo que ajudasse muito mais do que a própria instituição.

Konder assinou uma portaria que cria uma comissão de coleta seletiva e solidária de lixo cuja previsão é de coletar de 150 quilos de dejetos separado por dia. Esse volume deve render inicialmente R$ 1,8 mil por mês para cooperativas de catadores, através de uma parceria com a Comlurb. A meta é fechar 2021 com até 70% dos resíduos da sede reciclados.

O Detran também atua à frente de diversos programas de responsabilidade ambiental e bem-estar social, como o projeto de recolhimento de tampinhas plásticas destinadas à ONG Rio Eco Pets. Com a doação, a ONG ajudou 556 animais e 209 protetores e abrigos em 2020.

Adolfo Konder destacou que o Detran vai aprofundar a sua atuação nos cuidados do meio ambiente e da sociedade. No seu entender a coleta de lixo pode acabar com os lixões e prolongar a vida útil de aterros sanitários.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui