Foto: Divulgação/Docas do Rio

O relatório de faturamento e movimentação de cargas da Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ), referente ao mês de agosto, registrou o maior faturamento mensal no ano, em termos nominais, até o momento. A marca de R$ 116,1 milhões, considerando os quatro portos administrados pela Autoridade Portuária – Rio de Janeiro, Itaguaí, Niterói e Angra dos Reis – foi 185,7% superior ao faturamento de agosto de 2020. A movimentação total do mês, consolidada pela empresa, atingiu 5,7 milhões de toneladas, uma alta de 9,6% na média anual até julho e de 11,3% se comparado com agosto do ano passado.

A análise destaca que o Porto do Rio de Janeiro registrou, em agosto, um recorde mensal de movimentação de cargas, com 885 mil toneladas, considerando a série histórica iniciada em janeiro de 2015. Esse volume aumentou 21,3% em relação à movimentação de julho de 2021 e 24,5% sobre a movimentação de agosto do ano passado. O faturamento do porto foi de R$ 16,2 milhões em agosto, mantendo a média observada no primeiro semestre deste ano e superando, em 28,1%, o resultado obtido em agosto de 2020.  

Já no Porto de Itaguaí, a movimentação de cargas teve um aumento de 9,1% em relação a agosto de 2020. Os dados estatísticos apontam também que, no mês de agosto, o Porto de Itaguaí atingiu o maior faturamento mensal de 2021, em termos nominais, com R$98,7 milhões.  

Segundo o diretor-presidente da Docas do Rio, Francisco Antonio de Magalhães Laranjeira, o excelente desempenho da movimentação de cargas no início do segundo semestre contribuiu para o maior faturamento registrado no ano: “O faturamento total dos quatro portos, em agosto, superou o faturamento de julho em 5,3% e, no acumulado do ano, já apresenta um incremento de 78,8% em relação ao mesmo período do ano passado, o que indica uma grande possibilidade de manutenção do crescimento para o último quadrimestre do ano”.

De acordo com o diretor de Negócios e Sustentabilidade, Jean Paulo Castro e Silva, “as principais cargas movimentadas, minério de ferro e carga conteinerizada, apresentaram crescimento em todos os meses de 2021 na comparação com 2020 e o faturamento do Porto de Itaguaí foi sustentado pela forte participação dos terminais exportadores de minério de ferro”.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui