Foto: Divulgação/Docas do Rio

O último mês de julho foi bastante próspero para a Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ), responsável por administrar os portos da capital fluminense, Niterói, Itaguaí e Angra dos Reis.

Isso porque a movimentação de cargas da empresa atingiu a marca de 5,7 milhões de toneladas, superando a média do primeiro semestre do ano em 11,9% e sendo 38,8% maior também que o fluxo de julho de 2020.

No acumulado do ano, por sua vez, o volume movimentado ultrapassou em 29,9% os números registrados no mesmo período em 2020.

Os dados foram divulgados pela área de Planejamento de Negócios da Autoridade Portuária. Segundo o relatório, o Porto de Itaguaí movimentou 4,9 milhões de toneladas em julho de 2021, o que representa uma alta de 42,2% em relação a julho de 2020.

Já no Porto do Rio, foram movimentadas 752 mil toneladas em julho de 2021, equivalendo a um aumento de 18,8% em relação ao mesmo mês no ano passado. Vale ressaltar que as principais cargas movimentadas, isto é, minério de ferro e carga conteinerizada, apresentaram crescimento em todos os meses de 2021 na comparação com 2020.

De acordo com Francisco Antonio de Magalhães Laranjeira, diretor-presidente da Docas do Rio, o desempenho da movimentação de cargas, especialmente nos portos de Itaguaí e Rio de Janeiro, vem contribuindo para os sucessivos recordes de faturamento da companhia.

”Os números positivos são um reflexo da retomada da economia, bem como das medidas implementadas pela atual gestão profissional e técnica da Autoridade Portuária, alinhadas às diretrizes do Governo Federal. Com os investimentos públicos e privados em infraestrutura, tecnologia e pessoal realizados nos últimos anos, nossos portos conquistaram a confiança do mercado e têm potencial para se desenvolverem com maior intensidade em médio e longo prazos, alcançando níveis ainda maiores de produtividade e atratividade e consolidando a relevância da companhia no setor portuário e no comércio exterior brasileiro”, diz ele.

Faturamento também em alta

O estudo realizado aponta também que o faturamento dos 4 portos, em julho de 2021, somou R$ 110,3 milhões, valor 95,7% maior que o do mesmo mês em 2020. No acumulado deste ano, o incremento é de 67,1% em relação ao mesmo período do ano passado.

O Porto de Itaguaí atingiu, em julho deste ano, o maior faturamento mensal de 2021, com R$ 87,9 milhões. O valor é sustentado pela forte participação dos terminais exportadores de minério de ferro, com cerca de R$75 milhões no mês. O Porto do Rio também alcançou, em julho deste ano, o segundo maior faturamento mensal de 2021, com R$ 21,2 milhões, ficando somente atrás do mês de janeiro.

Para Jean Paulo Castro e Silva, diretor de Negócios e Sustentabilidade da empresa, ”os bons resultados deste início do segundo semestre do ano mostram que o crescimento de movimentação e faturamento da empresa, que vem sendo observado desde a segunda metade do ano passado, é sustentado não somente pelo bom momento do setor de commodities, mas também pelos esforços de gestão que vêm sendo empreendidos pela Autoridade Portuária em melhoria das acessibilidades aquaviária e terrestre, bem como em garantir a continuidade das operações no contexto da pandemia”.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui