Nesta sexta-feira, dia 22/02, Dom Orani João Tempesta celebra mais uma grande data em sua caminhada religiosa. São cinco anos de Cardinalato – dentro da hierarquia da Igreja Católica, os Cardeais são responsáveis por assistir, diretamente, o Papa em diversas competências.

Dom Orani ingressou na Ordem Cisterciense, no Mosteiro de Nossa Senhora de São Bernardo, no dia 20 de janeiro de 1968. Em 2009, se tornou Arcebispo do Rio de Janeiro. Antes, ocupou a mesma função em Belém, no Pará.

Em 22 de fevereiro de 2014, quando foi elevado ao cardinalato pelo Papa Francisco, no Consistório de 2014, na Basílica de São Pedro, recebendo o título de Cardeal-presbítero de Santa Maria Mãe da Providencia no Monte Verde, se juntou a mais seis brasileiros no Colégio Cardinalício.

Entre tantas atribuições na Igreja ao longo de sua trajetória, Dom Orani, em 26 de fevereiro de 1997, recebeu do então Papa João Paulo II a designação para ser o terceiro bispo de São José do Rio Preto, quando ele tinha 46 anos.

Sempre muito ativo, Dom Orani costuma se posicionar publicamente sobre questões atuais. Recentemente, comentou a tragédia ocasionada pelo incêndio no Ninho do Urubu e a morte do jornalista Ricardo Boehat.

2 COMENTÁRIOS

  1. […] Atuante em questões importantes para a cidade do Rio de Janeiro e para toda a Igreja Católica, Dom…, recebendo cumprimentos de todos os setores da sociedade. Muito respeitado em todos os meios, Dom Orani respondeu acusação à acusação de Cabral de forma direta: ‘Estou muito bem, tranquilo, em paz com minha consciência’. Dom Orani foi bispo de São José do Rio Preto e Arcebispo de Belém do Pará. Suas administrações não foram objeto de nenhum tipo de acusação ou escândalo. […]

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui