Dr. Jairinho - Foto: Reprodução

Após o inquérito policial ter sido concluído nesta terça-feira (15/06) pelo delegado Adriano França, da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV), o vereador Dr. Jairinho foi indiciado por violência doméstica contra a ex-namorada, Débora Mello Saraiva. Jairinho já havia sido indiciado por torturar o filho de Débora em 2016, quando a criança tinha 3 anos, e também uma menina, filha de outra ex-namorada. A informação é do portal de notícias “G1”.

Nesta investigação, o delegado levou em conta os depoimentos de Débora sobre as agressões e materialização de boletim de atendimento médico e laudo indireto, em dezembro de 2016, na qual Jairinho quebrou um dedo do pé da vítima após uma discussão por ciúmes.

O inquérito também traz a transcrição de diálogos de Jairinho com a irmã de Débora, Daniele, em que ele admite agressões contra a ex-namorada no dia 12 de abril de 2020 e pede “desculpas”.

Jairinho foi indiciado por lesão corporal por meio da Lei Maria da Penha. Também havia investigação de crimes contra a honra, mas estes prescreveram porque a vítima deixou transcorrer o prazo para propor a ação penal.

O vereador também investigado pela morte de seu enteado Henry Borel. Ele e Monique Medeiros, mãe de Henry, estão presos desde o dia 8 de abril, depois que investigações mostraram o envolvimento deles na morte da criança.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui