Avenida Borges de Medeiros, no bairro da Lagoa (Foto: Reprodução Internet)

Há um certo tempo, rolou no Facebook e em grupos de WhatsApp um texto que brinca com a ideia de comparar bairros cariocas a países. A equipe do DIÁRIO DO RIO atualizou o material e o resultado você confere abaixo. Compartilhem além de suas fronteiras!

Catete => PORTUGAL
Na ponta da zona rica. Teve muitas glórias no passado e ainda conserva qualidade de vida e um jeito simpático e acolhedor.

Glória => PANAMÁ
É bem bacana, mas é mais famoso por ser uma região de passagem.

Laranjeiras => HOLANDA
Favorita da galera progressista e que curte umas ervas.

Botafogo => ALEMANHA
Além de ser o grande centro empresarial da região, um de seus pontos fortes são seus bares, onde se bebem rios de cerveja.

Humaitá => TURQUIA
Perdeu seus atrativos por causa de tanta confusão. Hoje é apenas um caminho de um lado para o outro do mundo.

Copacabana => ITÁLIA
Caótica, decadente, barulhenta, ninguém se entende e muito problemática, mas todo mundo continua querendo conhecer.

Leme => GRÉCIA
Copacabana em escala menor.

Ipanema => ESPANHA
Gente bonita, feliz, clima de festa, topless na praia, beijos LGBTQIA+. Tudo liberado! Sem preconceito.

Leblon => FRANÇA
Esbanja intelectualidade com suas livrarias e vangloria-se da gastronomia, porém não esconde o ar de superioridade.

Lagoa => MÔNACO
Região de milionários, o mar em destaque, beleza paradisíaca e muitos carros na rua.

Ilha do Governador => Reino Unido
Cercada de mar e cheia de divisões que só entende bem quem é de lá.

Alto da Boa Vista => Suécia
Frio, alto IDH e qualidade de vida.

Barra da Tijuca => ESTADOS UNIDOS
Dinheiro e poder. Idolatrada por novos ricos. Cafona, sem identidade, longe de tudo, carro é fundamental. Seu “Barra way of life” faz seus moradores crerem que vivem no melhor lugar do mundo. Mas o sonho de todos que moram lá é se mudar para a Zona Sul (Europa).

Recreio dos Bandeirantes => CANADÁ
É rico, porém ninguém se importa. Vive na órbita do vizinho gigante.

Curicica => PORTO RICO
Embora não aceite muito bem, já pertence à Barra da Tijuca (EUA).

Jacarepaguá => CHINA
Super populoso e cheio de indústrias. Sonha em ser rico como os EUA (Barra), mas ainda tem os dois pés no terceiro mundo.

Campo Grande => MÉXICO
Importante centro regional, é palco de guerras de poder entre tráfico de drogas e milícias. Um caos total onde todos querem tirar alguma vantagem.

Pedra de Guaratiba => AUSTRÁLIA
Longe de tudo, beleza natural, natureza selvagem, com direito a animais exóticos por todo lado.

Tijuca => RÚSSIA
Perdeu a nobreza de outrora, no entanto, ainda é uma potência. Transição entre a zona pobre e a zona rica.

Centro => JAPÃO
Mistura intensa de modernidade e tradição. Forte economia e muita gente na rua.

Vila Isabel => Tailândia
Muita cultura popular, regional, gastronomia, mas não é tão seguro.

Santa Teresa => REPÚBLICA TCHECA
Difícil acesso, bastante riqueza cultural, turismo e boêmia.

São Cristóvão => IRAQUE
Já foi terra de príncipes e princesas, hoje parece Bagdá bombardeada.

Méier => BRASIL
Querido por todos, mistura gente mais economicamente mais humilde com classe média, média alta. Sofre com a criminalidade, contudo, ostenta a alegria de ser o coração de sua região.

Cachambi => ARGENTINA
Gostaria de ser o Méier. Mas não é.

Manguinhos, Bonsucesso, Alemão => FAIXA DE GAZA, SÍRIA e AFEGANISTÃO
Dispensa explicações.

Madureira => ÍNDIA
Caótica, superlotada, gente por todo lado, vaca na rua, contudo, dona de um valor cultural inestimável.

Bangu => Egito
Muita história e muito calor.

Vila da Penha => ÁFRICA DO SUL
Orgulhosa de ser a “nobre” no meio de sua sofrida região.

Pavuna e adjacências => ÁFRICA SUBSARIANA
O resto do mundo parece não ligar muito, apesar dos valores históricos e culturais.

15 COMENTÁRIOS

  1. Legal! Essa comparativo circulou durante 2015 e 2016 intensamente.
    Há algumas ressalvas que irei escrever. Uma delas é descartar o Centro como Japão, afinal, o Rio não há um bairro como Liberdade p/ tamanha comparação.
    A Barra da Tijuca, acresceria os shoppings, litoral de ponta a ponta, a estátua da Liberdade e os condomínios que parecem as cidades norte-americanas isoladas pelo território.
    Os acréscimos:
    Bonsucesso-> Líbano: vocação comercial em um pequeno espaço e cercado por vizinhos bombásticos e conflitantes;
    Caju-> Panamá: estreito local de ligação c/ vias elevadas e equipamentos de movimentações marítimas;
    Campinho -> Sri Lanka: a maioria dos moradores (habitantes) não admite que o bairro esteja influenciado por Madureira (Índia);
    Catete+Flamengo-> Bélgica: Catete equivale às regiões de Bruxelas e Valônia, devido vocação de sede do poder central e pluralidade de pensamentos e conceitos dos moradores; enquanto, Flamengo equivale à região Flander em virtude ao dialeto local, flamengoooo…
    Complexo do Alemão+Maré+Maguinhos+Jacarezinho-> Afeganistão+Faixa de Gaza+Síria+Cisjordânia, respectivamente: conflitos armados constante, despensa mais comentários;
    Cosme Velho -> Suíça: IDH elevado, mansões de alto padrão, comportamento neutro, mesmo que enxergue pelo alto sob o nariz, é indiferente sobre as mazelas e os desafios da cidade (mundo);
    Freguesia de Jacarepaguá ¬¬-> China Taiwan: originária da Jacarepaguá “mãe” (R.P. da China), porém isola-se dela, e vive do privilégio do capitalismo pleno;
    Glória-> Portugal: pequena, simpática e modesta, entrada da Zona Sul (Europa Ocidental);
    Humaíta-> Áustria: extensão pelos fundos de Botafogo (Alemanha);
    Ilha do Governador -> Austrália: território de dimensões consideráveis, localizada em extremo da cidade (mundo); as divisões internas da ilha são úteis e pertinentes aos habitantes, porque aos “estrangeiros” são inaplicáveis;
    Ilha de Paquetá-> Madagascar: ilha singela e moradores peculiares;
    Irajá -> Paquistão: disputa a atenção, comporta-se como mais importante e influente a região em relação à vizinha Madureira (Índia), a qual há pontos em comuns sociais e históricos;
    Joá-> Bahamas: paraíso isolado de belas praias ao lado da Barra (E.U.A.);
    Rio Comprido-> Turquia: local estratégico p/ ligar de diversas regiões (continentes) e trânsito de lado a outro da cidade (mundo);
    Urca-> Dinamarca: extensão peninsular “Jutlândia” de Botafogo (Alemanha);
    Vila Militar-> Israel: vocação militar, maior concentração das forças armadas em território pequeno, vocação militar e disciplinar;
    Centro+Gamboa+Saúde+Lapa-> Reino Unido: local em que pessoas de diversas “tribos” e bairros (países) se encontram seja, permanente ou temporária; cosmopolita e provinciana; liberal e conservadora; antiga e contemporânea; continua como um dos principais pólos culturais, políticos e econômicos da cidade (mundo), bares, palco de manifestações filosóficas, transporte urbano eficiente, roda gigante como recente cartão-postal, museus, poder legislativo expressivo. Historicamente, em Gamboa, primeiro cemitério inglês do Brasil.

  2. Falou besteira com relação a Barra da Tijuca. Posso à pé para 3 shoppings, farmácias, padarias, 2 mercados, pet shop, muitos consultórios de médicos e de dentistas. Tudo caminhando. Não preciso sair dommeu bairro para quase nada, muito diferente de outros bairros. Barra não é lugar só de ricos, eu por exemplo não sou e vivo bem aqui.

  3. Equívoco o comentário sobre Campo Grande. O bairro é muito melhor que isso. E é uma região como poucas no Rio que ainda se pode andar na rua falando em celular. E nunca vi ninguém usando drogas nas ruas de Campo Grande ou vendendo.ao contrário de outros bairros. Sobre a Pedra de Guaratiba tbm outro equívoco animais exóticos nas ruas ? Nunca os vi. Pedra de Guaratiba outro lugar belíssimo do Rio porém maltratado pelo poder público . Se for falar da Região total de Guaratiba aí sim verão animais exótico por conta da Serra da Grota Funda Barra de Guaratiba os manguezais ñ a Pedra de Guaratiba exclusivamente.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui