mapv1

O alerta para que eu incluísse na lista de dicas do fim de semana foi de um amigo que frequenta os shows. Mas quando eu li o que é o MAPV (Movimento Artístico da Praia Vermelha) achei que merecia um artigo só para falar sobre os projetos desse órgão cultural e sem fins lucrativos, presente na cidade desde 1998.

Além das apresentações gratuitas de samba, chorinho e MPB na Praia Vermelha (Urca), o Movimento faz um trabalho voltado para a preservação da nossa história, arte, cultura, música popular. O MAPV realiza campanhas ambientais e filantrópicas em parcerias com várias instituições como clubes, universidades, agremiações carnavalescas, hotéis, associações de moradores, igrejas, além de realizar shows beneficentes em colégios, igrejas e associações e oferecer cursos e oficinas de arte.

Já no primeiro ano de funcionamento crianças de 8 a 16 anos foram beneficiadas com oProjeto Curumim, uma Oficina de Arte (violão) em parceria com o Círculo Militar da Praia Vermelha. Na programação também estavam os diversos passeios e as excursões a Conservatória, atividades que acontecem até hoje.

O Projeto Velha Guarda surgiu em 2002 e beneficiava as Velhas Guardas das Escolas de Samba através de shows em teatros como no Teatro João Caetano, onde a Velha Guarda do Império Serrano inaugurou o projeto. Em 2006, o MAPV ganhou a Medalha Pedro Ernesto por oito anos de serviços prestados a sociedade.

Mas, apesar de todos os benefícios, os trabalhos voluntários para a sociedade e comunidades carentes, não há patrocínio nem da Prefeitura. Atualmente sem sede, o MAPV tem uma parceria com a escola Canto Prá Viver para viabilizar a Oficina de Arte (violão 6 e 7 cordas, cavaquinho, flauta e pandeiro). O Coral da Praia Vermelha, formado pela primeira vez em parceria com o Clube Guanabara e regido pelo Maestro Feliciano Vianna está desativado. Hoje, o MAPV faz shows de autossustentação em festas, hotéis, clubes e promovem eventos fora da Praia Vermelha como almoços de confraternização, encontros, entre outras atividades.

Voltando às atividades na Praia Vermelha, desde o início do projeto um grupo de músicos se reúne para tocar do samba à MPB com muita alegria. Em volta da estátua de Chopin e ao pé do Pão de Açúcar, uma das vistas mais lindas da cidade, o som dos violões, cavaquinhos, bandolins, pandeiros, tamborins e cuícas, divertem o público. Interessante é que o evento proporciona canjas de artistas conhecidos e de fora do Rio que trazem sons diferentes e são bem-vindos à roda.

Então, vamos lá?

Calçadão da Praia Vermelha:
Segundas-feiras:Samba de Raiz e Chorinho das 21h30m às 24h.
Sextas-feiras: Samba de Raiz, Chorinho e MPB das 21h30m até 1h.

Contatos: 2541-8765 e 98730-7784 / contatompv@oi.com.br
Mais informações no Site e na Fan Page.

Carioca, formada em Turismo e MBA em Marketing. Autora de 11 títulos de Guias de Viagem no formato e-book à venda na Saraiva, Travessa, Amazon, iTunes, entre outras. Participante de outros projetos como escritora de artigos e posts para blogs e mídias sociais. Apaixonada por fotografia e internet.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui