Foto: Denys Yelmanov

Economistas indicam alguns fatores que podem impulsionar dados positivos para a economia do Rio de Janeiro, em 2020. Entre eles está o setor de Óleo e Gás, que é responsável por mais de 20% do orçamento do Governo do Estado do Rio. A expectativa da Firjan é de alta de 2,1%, segundo o relatório da Federação das Indústrias do Estado.

A Petrobras estima investir, em 4 anos, cerca de US$ 20 bilhões na recuperação da Bacia de Campos, Norte do estado. Com o procedimento, o Rio de Janeiro receberia quase R$ 9 bilhões em royalties.

Wilson Witzel, governador do Rio, diz que a “perspectiva é a de colocar R$ 1 bilhão da cessão onerosa do petróleo na retomada de obras paralisadas no estado“.

O cenário de recuperação é visto também no setor do comércio. A Federação do setor no Rio aponta em pesquisa que o número de empregos temporários nos últimos meses de 2019 foi o maior dos últimos 10 anos.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

O professor Istvan Kasznar, da Fundação Getúlio Vargas aponta o mesmo cenário. De acordo com ele, a recuperação está em curso e será lenta, mas vai depender das ações do Estado, principalmente na área fiscal.

A Secretaria de Fazenda divulgou, em nota oficial, “que está fechando os dados do Rio do ano e elaborando o planejamento estratégico de 2020, que será divulgado no dia 21 de janeiro“.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui