Edição de fim de ano do Carandaí 25 vai mostrar poder da colaboração

Movimento vai reunir número recorde de marcas autorais entre 3 e 5 de dezembro no Museu do Meio Ambiente, dentro do Jardim Botânico

Foto: Divulgação

Lançado em 2013 como um movimento para dar visibilidade à moda autoral brasileira, o Carandaí 25 vai colocar seu propósito na vitrine no primeiro fim de semana de dezembro. Com o nome de “Era da Colaboração”, o evento jogará luz sobre a importância da união do setor numa edição com o maior número de designers e estilistas já reunidos. Serão 90 marcas no total, com metade delas vindas de outros estados, como São Paulo, Goiás, Minas Gerais, Espírito Santo e Santa Catarina. Todos juntos e de mãos dadas no Museu do Meio Ambiente, importante patrimônio cultural do Rio, dentro do Jardim Botânico.

A edição de fim de ano ocupará os dois andares do museu e a área externa ao redor do prédio histórico, com todos os protocolos de segurança contra o Covid-19. Marcas descobertas através do trabalho de pesquisa de Tati Accioli pelo Brasil estão chegando para dividir o espaço com aquelas que já fazem parte da família Carandaí 25.

Entre os achados, destacam-se a Ley Swinwear, marca de moda praia de São Paulo que traz uma sofisticação cool, o estilo natural de Valonia Veras e a praticidade da paulistana Gaya. Elas vêm juntas e misturadas a marcas clássicas do movimento, como a Arqvo, Fernanda Di Biase, Sardina, Nadruz, Aim, Caché, Tulle Jour, Chez Nous e Aim, entre outras.

Mais do que nunca, esse é o momento de enaltecer o fato de estarmos caminhando juntos. Nosso movimento sempre levantou a bandeira da colaboração e neste evento vamos comemorar nove anos de muitas conquistas, fazendo a economia criativa girar”, diz Tati Accioli, a fundadora do Carandaí 25.

Um espaço de decoração será montado com sete marcas de objetos para casa e, do lado de fora do museu, acontecerá uma exposição de arte pública digital. Com curadoria da Tropix, a plataforma de criptoarte que vem revolucionando o mercado recentemente, obras de diferentes artistas brasileiros serão projetadas dentro de um container e também na fachada do casarão a partir do fim da tarde.

Como o programa é para a família toda, a edição de fim de ano vai ter também um parque infantil com atividades pensadas para crianças, e um palco para shows musicais, palestras e workshops. Aulas práticas sobre decoração, arranjos de flores e aquarelas, entre outros temas, estarão abertas ao público.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui