“Que os filhos não paguem os pecados do pai”, citando a máxima, a deputada federal Clarissa Garotinho (PROS) tem se mostrado como o parlamentar em Brasília que mais luta pelo Rio de Janeiro. Especialmente na atual legislatura, na qual uma de suas propostas pode trazer por ano para o Rio mais de R$ 7 bilhões anuais.

A proposta de Clarissa é que o Rio de Janeiro divida com Brasília o Fundo Constitucional do Distrito Federal (FCDF), criado por lei em 2002. O dinheiro, para ela, seria uma forma de compensar o Rio de Janeiro, cuja economia foi afetada com a transferência da capital para Brasília. Só esse ano Brasília receberá 14,3 bilhões, e ela quer que metade venha para o Rio de Janeiro.

A luta da deputada fez com que ela conseguisse mais de 300 assinaturas dos deputados, eram necessários 171 para iniciar a tramitação. Se pensar que o estado luta para manter os royalties do petróleo, uma deputada conseguir trazer tamanho investimento é de surpreender.

Clarissa também vem lutando para mudanças no Regime de Recuperação Fiscal. Ela quer o perdão da dívida do Rio de Janeiro, argumentando que a União já deixou por isso mesmo uma conta de mais de R$ 40 bilhões em impostos sonegados por bancos. E diz, “Por que não perdoar o estado que carregou o país nas costas durante 200 anos como capital federal?“.

O Rio tem excelentes parlamentares, incluindo o líder da oposição, Alessandro Molon (PSB), o presidente do Congresso, Rodrigo Maia (DEM) e até o filho do presidente, Flávio Bolsonaro (PSL). Mas não me parece que nenhum deles tenham levantado de forma tão veemente a bandeira do nosso estado, especialmente em defesa do que perdeu quando deixou de ser capital. Não restam dúvidas, Clarissa é a parlamentar que mais luta pelo Rio de Janeiro.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui