Editorial: Na falta de realizações, Crivella faz campanha reclamando

A comunicação do prefeito do Rio, Marcelo Crivella, inovou! Pela primeira vez vi campanhas institucionais atacando ou acusando, no lugar de educativas ou exaltando realizações. Veja só, nas esquetes que tem ido ao ar na Tv e na internet, a campanha da Prefeitura do Rio ataca a LIESA, LAMSA e até a Rede Globo, como falou Felipe Lucena no Hoje no Rio da 5ª Feira – 6/6:

Um dos vídeos reclama logo do Carnaval, sim, aquele evento que é sinônimo de Rio de Janeiro no exterior, traz turista e movimenta uma indústria milionária. Diz que a Prefeitura investe R$ 70 milhões no Carnaval, enquanto quem fatura é a LIESA e a Rede Globo.

Realmente há patrocínio da prefeitura, mas não sei ao certo de onde tirou este valor. Em 2019, de acordo com o planejamento apresentado pelos órgãos municipais, o custo total estimado para o Carnaval Rio 2019 é de R$ 31,4 milhões, e conta com outros investimentos permanentes, como a cessão da Cidade do Samba, sem custo, durante todo o ano, além da cobertura do custo anual de manutenção do Sambódromo. Em 2019, houve ainda uma captação de R$ 26 milhões de patrocínio, totalizando R$ 57,4 milhões de investimento no evento. Esse valor engloba além dos desfiles da LIESA, o dos outros grupos (a maioria longe de conseguir lucrar e sem tv), blocos, bailes, e a própria segurança necessária com Guardas Municipais, CET-Rio, etc.

E mesmo com a Prefeitura jogando contra, o Carnaval movimentou em 2019 quase R$ 4 bilhões na economia do Rio. A bem da verdade, o fanatismo religioso de Marcelo Crivella faz com que ele deteste o Carnaval e ache que traz prejuízo à cidade, quando é o contrário.

<

Claro, está certíssimo em fazer com que o Grupo Especial, sujíssimo após a sequência de virada de mesas, ande com as próprias pernas. Mas ele também joga sujo ao tratar um valor altíssimo como se fosse dado para a LIESA e a Globo, e que poderia ter sido investido em educação e aposentadoria. Todos aqui sabem que o problema do Rio não é falta de dinheiro, e sim de falta de capacidade administrativa.

Outro comercial que também está no ar é criticando a LAMSA, empresa responsável pela Linha Amarela. Como se sabe, Crivella vem tentando abrir a cancela direção Ilha do Governador, alegando que a empresa teria cometido irregularidades. Foram 3 vezes, e 3 vezes o Judiciário cassou a decisão da Prefeitura. E agora a Prefeitura tenta se defender usando dinheiro público, seja na Tv ou em outdoors espalhados pela cidade.

É mais um uso populista, a atual comunicação da Prefeitura, muito mal gerida, tenta criar grandes vilões, que sabe que a população já não é muito favorável (Globo, Liesa e Linha Amarela) para tentar de alguma forma salvar a imagem do Prefeito Bispo. Afinal, indo para seu último ano de mandato, Marcelo Crivella ainda não tem nada para mostrar, sobra a ele reclamar dos outros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here