Governador Wilson Witzel se reune com prefeitos e secretários de saúde da região metropolitana. Foto: Eliane Carvalho

Se durante a crise da Geosmina na água do carioca, o governador Wilson Witzel demorou a agir, nesta muito mais grave, por conta da pandemia do COVID-19, não se pode dizer o mesmo. Witzel tem agido de forma rápida, correta, e sem medo de tomar medidas impopulares que sejam necessárias, cumprindo o papel de governador de um estado que vive uma crise de saúde de forma surpreendente; está agindo como um verdadeiro estadista, e não como newcomer.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Se a comparação for com outros governantes, o papel do governador do Rio se mostra ainda mais superior. O presidente Bolsonaro tratou a epidemia mais séria da história moderna como histeria, demorando a agir e até mesmo minando as ações e reputações de seus ministros, em especial o da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, quem tem feito um trabalho corretíssimo.

o prefeito Marcelo Crivella, no início da pandemia, dizia que tudo não passava de um resfriado, e que não haveria motivo para preocupação. Quando se viu no corner teve que agir rápido, seguindo Witzel. Demorou, como lhe é de costume, mas ao menos está tentando recuperar o tempo perdido.

O mesmo aconteceu com o governador de São Paulo, João Dória, estado que apresentou os primeiros casos do novo Coronavírus. Demorou muito a despertar de sua letargia e a tomar as ações necessária. Dória acabou tomando as medidas necessárias bem depois do Rio de Janeiro. Antes tarde do que nunca.

Enquanto isso, no Rio de Janeiro, não são apenas as ações do governador que têm sido acertadas e corretas. A própria Alerj – quem diria – tem trabalhado em conjunto com o chefe do executivo, deixando de lado as diferenças partidárias e dando um bom exemplo de democracia e de cuidado com a população. Por outro laod, a Câmara dos Vereadores da Cidade Maravilhosa, fechou logo as portas no início da pandemia.

É nos tempos de crise que conhecemos o verdadeiro caráter de nossos líderes. Witzel surpreendeu, mostrando ser o mais preparado entre os políticos que hoje estão no Executivo, incluindo outros governadores de outros estados. Nosso governador agiu mais rápido e de forma muito mais enérgica, e sem pensar só em política. Se no lugar dele fosse outro, talvez, o fluminense tivesse menos chances de sobreviver.

12 COMENTÁRIOS

  1. Witzel está de parabéns diante de tudo que está acontecendo, o mesmo já não posso falar do presidente, que envergonha a nossa nação e coloca a economia acima das vidas das pessoas.

  2. Witzel tem sido um dos políticos mais sensatos diante dessa pandemia, se todos tivessem seguido as recomendações do isolamento social, nossa situação estaria menos pior agora.

  3. Sério isso? O cara tomou só medidas que sabia que nao podia fazer e que seriam canceladas…. intuito descarado de depois dizer que eu fiz mas nao deixaram…. é uma falacia!

  4. Melhor…. ele se preocupou com as comunidades. Tomou medidas protetivas evitando o máximo que a velocidade do vírus chegasse impactando o suburbio e periferias.
    Agora chegam os primeiros casos… pq as pessoas vieram trabalhar. Muitos trabalham de dia p comer a noite… soube que é outra preocupaçao dele e do Crivela que pegaram uma bomba falida p administrar…. hj avisaram em 15 dias o sistema de saude do Rio entra em colapso…. salve-se quem puder nesse filme de quinta…. com politicagens …. assassinos soltos…. pandemia de virus chinês…. país num buraco de décadas…

  5. Incrível como o jornalismo “esqueceu” o incentivo à propagação do Covid-19 através das Festejos Mominos nos estados brasileiros, pelos governadores e prefeitos de suas respectivas cidades, QUANDO O VÍRUS JÁ CIRCULAVA NO PAÍS! Esse incentivo à injeção nas economias dessas cidades tão alardeado pelos seus governantes, É QUE PROPICIOU O QUADRO QUE TEMOS ATUALMENTE NO PAÍS, EM RELAÇÃO À ESTA PANDEMIA. Deixemos de ser hipócritas, assumindo nossa posição PASSIVA em relação à este fato, quando NÃO fomos capazes de boicotar o Carnaval! Então, os Sr.s Governadores Witzel e Dória, apenas alardeiam medidas que poderiam ser mais eficazes ANTES da propagação desenfreada que ocorreu durante o Carnaval que foi INCENTIVADO PELOS DOIS, SOB O ARGUMENTO DE REFORÇO NA ECONOMIA DOS ESTADOS! SEJAMOS VERDADEIROS E NÃO DEMAGOGOS!

  6. Realmente, ele adotou uma postura completamente diferente da crise da água.
    Tem agido com mais coerência e isso pode ser um ponto positivo para passarmos por essa fase ruim que estamos vivendo.

  7. Witzel, surpreendentemente está tendo uma postura bem mais séria quanto à crise na saúde.
    Coisa que não tenho visto da parte do Presidente, mas aínda sim….as pessoas preferem tentar descredibilizar seu trabalho.
    Só espero que depois que tudo sair do controle não o culpem pela falta de noção que muitos não estão tendo

  8. Falam que as pessoas não devem ir às praias como se a praia contaminasse alguém. O q se deve esclarecer é q o problema não é a praia mas a aglomeraçao. Uma medida eficaz para evitar isso seria suspender todo o sistema de transporte (ônibus, BRT, VLT, trem, metrô, vans) nos fins-de-semana.

  9. Que artigo mais lambe botas é esse hein!?
    Demoraram, as autoridades, e muito!!!
    Nenhum dos governos vem cumprindo a recomendação da OMS para que sejam realizados TESTES EM TODOS.
    Ao invés disso, subestimaram o coronavírus, mantiveram o Carnaval e insinuavam que não teria força para aguentar os trópicos.
    Pagaram para ver!
    A operação portuário e nos aeroportos continuou até que dezenas de casos fossem confirmados (e muitos outros, talvez centenas, com assintomáticos, ainda não).
    A empregada cuja patroa voltou de viagem ao exterior morreu depois de procurar ajuda médica quando os sintomas estavam mais graves como recomendam as autoridades brasileiras (em oposto à OMS) – agora sabe-se de coronavírus que pegou da patroa.
    Fora isso, enquanto Espanha e Itália determinou ao isolamento total e funcionamento apenas dos serviços essenciais médicos e de segurança, aqui ainda o Tribunal e o Ministério Público funcionam com seus funcionários, terceirizados administrativos inclusive, de todas suas unidades e órgãos internos operando mesmo que não fosse imprescindível ao funcionamento do órgão apenas para tocar rotinas internas burocráticas, portanto, dispensáveis, exigindo ainda a manutenção dos quadros terceirizados da limpeza, todos estes que pegam duas ou três conduções se deslocando de longe.
    Fora isso Construtoras, lojas de departamentos diversos, etc funcionando quando apenas mercados e farmácias deveriam permanecer…
    Enfim, continuem sendo otimistas ao invés de realistas que o destino não vai perdoar!!!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui