A Lava Jato pode chegar a nomes importantes do meio evangélico, isso se Eduardo Cunha decidir começar a delatar, é o que informa o jornalista Lauro Jardim/O Globo.

Lauro diz que Cunha não está fazendo delação, mas já tem tudo preparado e anotado caso decida assim fazer. E, diferente de outros enrolados na Lava Jato, o ex-presidente da Câmara não entregaria apenas políticos e empresários, mas também algumas personalidades evangélicas.

Eduardo Cunha está preso desde outubro de 2016, por ordem do ex-juiz Sergio Moro e já foi condenado a 24 anos e 10 meses de prisão.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui