Eduardo Paes no Mesa Viva ( Foto: Gabriel Subtil )
Eduardo Paes no Mesa Viva ( Foto: Gabriel Subtil )

Em Ibope divulgado nesta quinta-feira, 15/10, mostra que Eduardo Paes (DEM) foi o que mais cresceu desde a pesquisa divulgada em 2/10. Enquanto, os que disputam a 2ª vaga no 2º turno, Marcelo Crivella (Republicanos), Martha Rocha (PDT) e Benedita (PT) mantiveram-se estáveis, empatados em 2º na margem de erro.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Menção honrosa fica com Luiz Lima (PSL), que saiu de 1% e chegou a 3%, como Paes, oscilou na margem de erro. Mas seu crescimento come votos de Crivella, e pode tirá-lo do 2º turno. Na margem de erro, está empatado em 3º com Martha Rocha (assim como Benedita, Bandeira e Renata Souza)

Veja o resultado da pesquisa, comparado com o Ibope anterior:

Candidato15/102/10
1. Eduardo Paes (DEM)30%27%
2. Marcelo Crivella (REP)12%12%
3. Martha Rocha (PDT)8%8%
4. Benedita da Silva (PT)7%7%
5. Bandeira de Mello (REDE)3%2%
5. Renata Souza (PSol)3%2%
5. Luiz Lima (PSL) 3%1%
8. Cyro Garcia (PSTU) 2%3%
9. Clarissa Garotinho (PROS) 1%2%
9. Fred Luz (NOVO)1%0%
9. Paulo Messina (MDB) 1%0%
* Henrique Simonard (PCO) 0%0%
* Glória Heloíza (PSC)0%1%
* Suêd0%0%
Brancos e Nulos23%28%
Não sabem5% 7%

Eduardo Paes vence 2º turno

Crivella ganharia apenas 9 p.p. entre o 1º e o 2º turno, dos 12% que teria no 1º turno, de acordo com o Ibope, teria apenas 21% em um eventual 2º turno com Eduardo Paes. Já o candidato do Democratas, ganharia 21 p.p. e chegaria a 51%

Branco e nulo chega a 25% e não sabe a 4%.

Rejeição

A notícia é positiva para Paes também quando se trata de rejeição. Enquanto Crivella se manteve com 57%, ele viu a dele oscilar de 32% para 30%. Benedita viu subir 5 p.p., enquanto Luiz Lima, começou a pesar sua ligação com o Bolsonarismo, e subiu de 6% para 10%.

Candidato 15/10 05/10
Marcelo Crivella57%57%
Clarissa Garotinho40%38%
Eduardo Paes32%30%
Benedita da Silva29%24%
Cyro Garcia16%15%
Luiz Lima10%6%
Martha Rocha9%8%
Fred Luz9%7%
Paulo Messina9%9%
Bandeira de Mello8%8%
Glória Heloíza8%6%
Renata Souza8%6%
Suêd8%5%
Henrique Simonard7%6%
Não sabe/não respondeu 7%7%
Poderia votar em todos 1%1%

12 COMENTÁRIOS

  1. Eu acho, sinceramente, que quanto mais regional e logal um governo, mais próximo da população, mais seriam necessárias políticas sociais que estão na agenda da esquerda, passando longe da direita, e apenas tocando em parte o centro.
    Dito isso, uma Prefeitura de esquerda construiria pontes, teria condições maiores de atingir os vulneráveis.
    Nenhum dos Prefeitos de centro-direita que tivemos no Rio cuidaram da população da cidade.
    Aquelas maquiagens do favela-bairro, privilégios a concessionárias na administração de vias públicas como a Lamsa, empresas de transporte, ilusório projeto BRT…

  2. Prezado Senhor Daniel.

    O Saturnino Braga declarou publicamente a falência da cidade do Rio de Janeiro.

    Ele foi o sucessor de Jamil Haddad.

    Ele foi eleito e governou em 86,87 e 88

    Atenciosamente,

    Cláudio

    • Errou de novo, Cláudio (!!!)
      Antes dele foi Marcello Alencar e , depois, Marcello Alencar novamente Prefeito. Em seguida Marcello foi Governador.
      Jamil foi antes ainda. E ficou por alguns meses. Renunciando.
      Uma vez mais lembro que não estavam sob o regime democrático Constitucional.
      O Rio de Janeiro tem experimentado sucessivos governos de centro-direita, vezes liberal, agora como conservador… nunca tivemos sob a Constituição de 1988 prefeitos de esquerda.
      Vocês vomitam besteiras demais (!!!)

        • Outra vez, Claudio (!?) Não aprende nunca(!!) Eu não falei que Saturnino era da direita. Sim, era da esquerda. Mas ele ficou poucos 2 anos. Antes da Constituição de 1988. Um dos quais sob orçamento aprovado no governo anterior e com restos a pagar. Na sombra, ainda, da Ditadura. As normas tributárias privilegiando o poder central ainda mais que hoje. Naquela época, como hoje, quem não estava alinhado não recebia recursos. Hoje tem repasses constitucionais do fundo de participação dos estados e dos municípios, então, não tem como a União não passar porque o prefeito não é alinhado e da base do Governo Federal.
          Desde 1988 com a Constituição Cidadã o Rio de Janeiro SÓ ELEGE centro direita liberal e, agora, conservadora:
          Marcello Alencar
          Cesar Maia
          Luiz Paulo Conde
          Eduardo Paes
          Crivella

  3. Deveríamos ter um candidato progressista no segundo turno, ou Martha (PDT) ou Benedita (PT)… Essas candidaturas de candidatos com pouco alcance como Renata Souza (Psol) e Ciro Garcia (PSTU) é que estraga. Se esses dois desistissem, seus votos migrariam para os dois primeiros, provavelmente maior para a Benedita.
    Não tivemos nenhum dos ocupantes do cargo de Prefeito do Rio de Janeiro de esquerda. Basta lembrar: César Maia, Luiz Paulo Conde, Eduardo Paes e Crivella.
    Seria bom que tivéssemos para escrever uma nova história do Rio.

    • Prezado Senhor Daniel.

      Tivemos sim!!!!
      O Saturnino Braga.

      O que faliu com a cidade do Rio de Janeiro.

      Ele foi considerado o pior prefeito da cidade do Rio de Janeiro até hoje.

      O Crivella perto do Saturnino Braga pode ser considerado SUPER LUXO.

      Atenciosamente,

      Cláudio

      • Você está de sacanagem (???)

        Esta falando do Saturnino que ficou à frente da Prefeitura num período de 2 anos, de 1986 a 1988(???)
        Além disso, foi antecedido e sucedido na Prefeitura por quem, hein(??) Marcello Alencar… que também foi governador do estado – isso já basta para concluir quem faliu o que(!!) e que você está enganado (!!!)

        Estávamos sob regime em processo de abertura, ainda, da Ditadura… A Constituição é de 1988.

      • E vamos lembrar que desses poucos 2 anos de Saturnino na Prefeitura, no 1º ano ele pegou com orçamento do antecessor… Marcello Alencar.
        Marcello Alencar foi Prefeito do Rio duas vezes e Governador do RJ. Esse, sim, fez muita merda.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui