Eduardo Paes conversa com Daniel Soranz e diz que Rio está abandonado

Daniel Soranz é pesquisador da FioCruz e foi secretário de Saúde de Paes, além de defensor da Clínica da Família e crítico da gestão de Crivella na Saúde

Em live realizada no seu canal do Facebook, neste domingo, dia 11, Eduardo Paes conversou com o pesquisador da Fiocruz, Daniel Soranz, que já assumiu o cargo de Secretário de Saúde em gestões anteriores do candidato na Prefeitura do Rio.

A saúde é a maior angústia do carioca hoje. Estamos vivendo uma pandemia em que o Rio é a capital com o maior índice de letalidade e falta estrutura na rede municipal de saúde para atender a população. As Clínicas da Família não funcionam, as UPAs estão destruídas e o atendimento nos hospitais nunca esteve tão ruim – disse Paes.

O abandono da Saúde na cidade também foi comentado por Daniel Soranz. Segundo o especialista, um dos principais problemas é a falta de planejamento, de profissionais e medicamentos, além da infraestrutura precária.

O Rio tem 1.700 leitos sem funcionamento por falta de organização e de profissionais da saúde. Tem leito fechado em toda a rede municipal. Isso não gerou problema só pra Covid, gerou um problema geral. Na minha opinião, a falta de planejamento e gestão, de medicamentos e de estrutura física, incluindo também o número bem reduzido de profissionais em atendimento foram as principais causas para este cenário que encontramos hoje – reforçou.

Eduardo Paes e convidados falam sobre Saúde

Publicado por Eduardo Paes em Domingo, 11 de outubro de 2020

Paes ressaltou a recuperação das Clínicas da Família como uma de suas propostas para os 100 primeiros dias de governo como Prefeito do Rio. O candidato também pretende oferecer a vacina contra o coronavírus à população, de todas as idades. A previsão, segundo Soranz, é de que a vacina seja testada já no primeiro trimestre de 2021.

O prefeito não precisa ser especialista em Saúde, mas ter capacidade de tomar decisões, de saber administrar, saber identificar as necessidades da população. Governar é definir prioridades. As equipes de saúde da família serão repostas, vamos contratar os 6 mil profissionais que foram demitidos na atual gestão da prefeitura e preparar a rede para a vacinação, estruturando a atenção primária da saúde – acrescentou Paes.

O DIÁRIO DO RIO já entrevistou Daniel Soranz:

Em vídeo Paes diz que Rio está abandonado

Em vídeo também publicado neste domingo, 11/10, Eduardo Paes, insistiu que a cidade do Rio foi abandonada por Marcelo Crivella.

4 COMENTÁRIOS

  1. Não sei se esse Daniel Soranz é um “gênio” ou é um “santo” que deveria ser canonizado em vida!!!! Na hora de opinar sobre o Ministro da Saude ficou em cima do muro.

  2. Tá ficando chato essa torcida pelo Eduardo Pães. Vocês deveriam ser imparciais, mas não conseguem. Esse Daniel Soranz fala como se tivessem feio um verdadeiro milagre na saúde do município do RJ. Quando estiveram durante oito anos a falta de leitos de UTI permaneceu. Agora vem dizer que os hospitais já existentes foram desprezados? Quem não conhece vocês acredita nessa baboseira toda. Sem defender a gestão do Crivella, que foi péssima, digo como a Martha Rocha: ” o filme de vocês não vale a pena ver de novo”… dá-lhe Martha Rocha no segundo turno pra amassar esse tal de Pães!!!!

  3. Não tem frase que explique melhor o que acontece no nosso Estado: “O Rio está abandonado”.
    A gestão atual afundou o Rio! E precisamos de alguém que sabe o que faz na hora de administrar da melhor forma os recursos do Rio! 25 é ó número! Estamos juntos Eduardo!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui