Foto: Bernardo Cordeiro/Prefeitura do Rio

O prefeito do Rio, Eduardo Paes (democratas), retomou o tom amigável com o governador em exercício, Cláudio Castro (PSC). As divergências entre as autoridades estavam ocorrendo em relação as medidas restritivas para o combate à Covid-19, espeficicamente, sobre a abertura de bares e restaurantes.

Em suas redes sociais, Paes se manifestou sobre o novo posicionamento de Castro e escreveu que apesar de impopulares, as medidas são necessárias.

“Agradeço ao governador por entender e respeitar as medidas difíceis e impopulares que tivemos que tomar partindo de decisões técnicas. Adoraria não ter que tomá-las, mas o momento nos impõe e assim me determinam as autoridades sanitárias. Continuarei como sempre no caminho do diálogo”, disse, o prefeito em sua conta no twitter.

Castro prorrogou por 14 dias, até dia 26/03, o decreto estadual, que reconhece a prevalência dos municípios sobre o estado para determinar regras no combate à covid-19. Com isso, fica mantida, ao menos por enquanto, a autonomia dos municípios para adotar medidas de restrição.

Costa do mar, do Rio, Carioca, da Zona Sul à Oeste, litorânea e pisciana. Como peixe nos meandros da cidade, circulante, aspirante à justiça - advogada, engajada, jornalista aspirante. Do tantã das avenidas, dos blocos de carnaval à força de transformação da política acreditando na informação como salvaguarda de um novo tempo: sonhadora ansiosa por fazer-valer!

2 COMENTÁRIOS

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui