Eduardo Paes e Rebeca Andrade durante cerimônia em homenagem aos atletas que competiram na Olimpíada de Tóquio / Foto: Beth Santos (Prefeitura)

A Prefeitura da cidade do Rio de Janeiro vai voltar patrocinar o Time do Rio, grupo de atletas que treinam na cidade, para os Jogos Olímpicos de Paris, em 2024. A informação foi dada pelo prefeito Eduardo Paes (PSD-RJ), nesta sexta-feira (20/08), no Palácio da Cidade, na Zona Sul da cidade, durante uma cerimônia de homenagem aos 13 competidores que participaram dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Paes adiantou ainda que um Museu Olímpico será criado para eternizar os momentos vividos na Rio 2016.

Eduardo Paes criou o Time Rio em fevereiro de 2010, durante o seu primeiro mandato. O projeto, no entanto, foi extinto em 2016, após ter recebido R$ 12 milhões para o patrocínio de 14 atletas em sua primeira etapa. Com a retomada do Time Rio, Paes espera dar início a um novo ciclo de formação de novos talentos esportivos na cidade do Rio, dessa vez visando os jogos Olímpicos de Paris. “A razão de chamar vocês aqui é para fazer um agradecimento em nome dos cariocas e dizer que a Prefeitura do Rio vai voltar a ser muito atuante a partir de agora, para que a gente chegue em Paris 2024 e faça mais sucesso ainda, com mais gente treinando no Rio. Parabéns a vocês, que orgulho tê-los na nossa cidade”, destacou Eduardo Paes durante a cerimônia.

A presença de atletas que tiveram os seus inícios de carreira em vilas olímpicas da cidade do Rio, segundo o secretário municipal de Esportes, Guilherme Schleder, é um incentivo para outras gerações de competidores. Schleder salientou ainda que o poder público municipal tem como objetivo desenvolver os esportes de base, além de contribuir para a formação cidadã de crianças e adolescentes. Segundo o secretário, ”as vilas olímpicas são o primeiro contato da criança com o esporte. Por isso, é um desejo do prefeito Eduardo Paes, e um compromisso nosso, manter todos os nossos equipamentos abertos e funcionando da melhor forma possível para a população. Esses atletas que estão aqui hoje são um orgulho para o Rio de Janeiro e exemplos que certamente vão inspirar outras pessoas a seguirem no esporte”.

Atletas que participaram da Olimpíada de Tóquio 2020 / Foto: Beth Santos (Prefeitura)

A campeã olímpica em Tóquio 2020, a ginasta Rebeca Andrade, destacou a importância do legado da Rio 2016 no seu desempenho histórico na capital japonesa. Em seu discurso em nome dos atletas, Rebeca agradeceu a homenagem e destacou ainda a importância do apoio financeiro na formação de novos talentos esportivos. “Muito honrada por estar aqui. O esporte precisa de apoio em todos os momentos. Ninguém chega a lugar nenhum sozinho, e o apoio da Prefeitura foi realmente importante, principalmente no CT de Ginástica que eu treino, no Maria Lenk, um legado dos Jogos Rio 2016. Temos 27 vilas olímpicas na cidade e dali vão nascer novos talentos. O esporte educa e ensina muita coisa”, disse a atleta, a primeira brasileira a ganhar 2 medalhas – uma de ouro e outra de prata – em uma mesma edição de Jogos Olímpicos.

Jorge Vides, que compete nos 200m rasos do atletismo, também foi homenageado pela Prefeitura e adiantou que já sonha com os Jogos de Paris, em 2024. “Fico muito contente. Vou trabalhar forte para a Olimpíada de Paris com o intuito de representar bem o Brasil e o Rio. É um sonho, o nosso ápice, o que tanto almejamos”, afirmou o atleta, que disputou as Olimpíadas do Rio de Janeiro (2016) e de Tóquio (2020).

Ao todo, 13 atletas foram agraciados com uma placa comemorativa: Rebeca Andrade (ginástica); Aldemir Gomes Junior, Jorge Henrique da Costa Vides, Gabriel Constantino e Rosângela Santos (atletismo); Fabiana Silva (badminton); Natacha Rosa Figueiredo (levantamento de peso); Nathalia Almeida (natação); Maria Ieda Guimarães (pentatlo moderno); Eshyllen Coimbra (rugby 7); Isaac Souza (saltos); Ane Marcelle dos Santos (tiro com arco) e Gabriela Nicolino (vela Nacra 17).

O evento em homenagem aos atletas, também contou com a participação das autoridades: Paulo Wanderley,  presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB); Paulo Wanderley; o diretor geral do COB, Rogério Sampaio; a presidente da Comissão de Atletas do COB e medalhista do pentatlo moderno em Londres 2012, Yane Marques, além de Bernard Rajzman, membro brasileiro do Comitê Olímpico Internacional (COI).

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui