Eleições 2016: Crivella e Romário empatados em 1º lugar

Eleições 2016 Crivella e Romário empatados em 1º lugar

Faltando mais de um ano para as eleições para prefeito do Rio em 2016 temos uma situação de empate técnico de acordo com a pesquisa do Instituto Paraná e publicada pelo jornal O Dia. De acordo com a pesquisa os senadores Crivella (PRB) e Romário (PSB) lideram a corrida municipal, com Crivella bem na frente com 32,2% e Romário com 27,6%, como a margem de erro é de 3,5% coloca ambos em empate técnico.

No cenário do empate tem outros 2 nomes, o de Marcelo Freixo (PSol) com 13,2%, Clarissa Garotinho (PR) com 6,5%, Pedro Paulo (PMDB) com 3%, Bernardinho (Sem Partido) 2,3%, Alessandro Molon (PT) 2% e Indio da Costa (PSD) em último com 1,2%. Nenhum tem 6,7% e Não Sabe ou Não Respondeu 5,2%.

Pedro Paulo

É interessante que o candidato de Eduardo Paes (PMDB), Pedro Paulo, não sai dos 3%, isso com o prefeito colocando seu pupilo em várias aparições na Tv e em eventos. Não esperava ele na frente, já que Freixo, Romário e Crivella são mais conhecidos da população. Mas ao comparar com Clarissa Garotinho, com mais de o dobro nas pesquisas, é preocupante. Isso demonstra que o PMDB vai realmente precisar de todo o tempo de Tv e alianças que puder.

Outro cenário feito pelo Instituto Paraná tira o senador Romário dá jogada, já que ele tem dado sinais de apoiar Pedro Paulo. Aí então Crivella praticamente ganharia no 1º turno, com 45,3% das intenções, Freixo tem 18,2%, Indio 5,9% e Pedro Paulo 5,6%.

Candidatos de Lula, Dilma, Cabral e Pezão não seriam eleitos

Dilma Rousseff

A pesquisa também testou o apoio de alguns políticos e mostra que se alguém quiser ser eleito no Rio de Janeiro tem de correr do apoio da presidente Dilma Rousseff (PT), para apenas 10,1% dos cariocas um apoio de Dilma aumentaria a vontade de votar em um candidato, enquanto para 66,3% diminuiria.

O ex-governador Sergio Cabral (PMDB) é outro, caso apoie um candidato 14,1% dos cariocas teriam sua vontade de votar nele aumentada, mas 57,6% não votariam.

O mesmo problema acontece com o ex-presidente Lula (PT), 49,2% contra 24%. E o governador Pezão (PMDB) também está ruim na fita, 21,2% x 40,7%.

Marina, Aécio e Paes, os grandes eleitores

Aecio neves

O grande eleitor do Rio de Janeiro seria o senador Aécio Neves (PSDB) de acordo com a pesquisa 34,3% dos cariocas seriam mais simpáticos a um candidato apoiado por Aécio Neves. E apenas 18,3% teriam sua vontade diminuída.

Logo depois vem outra candidata a presidente de 2014, Marina Silva (REDE) 34,8% teriam a vontade aumentada para votar em um candidato apoiado por ela, e 18,3% diminuída.

E como um alento para Pedro Paulo, 33,6% dos cariocas sentiriam mais vontade de votar em um candidato apoiado pelo prefeito Eduardo Paes. Mas 25,4% veriam essa vontade diminuída.

Segurança Pública é o maior problema do Rio de Janeiro

Pesquisa Insituto Paraná - O Dia

Isso não é novidade, a pesquisa perguntou o maior problema de nossa cidade e na cabeça, com 51,3% deu Segurança Pública. Bem atrás com 23,2% está a Saúde.

Outros problemas são a corrupção (7,1%), Educação (4,8%), Situação Econômica (3,4%), Transporte Coletivo (2,7%), Desemprego (2,5%), Desigualdade Social (1,2%), Trânsito (1%), outros (2,7%).

O Instituto ouviu 908 eleitores de 8 a 12 de julho, e o grau de confiança da pesquisa é de 95%.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui