As eleições eram para ser disputadas somente nos votos. No entanto, sabemos que, infelizmente, ainda acontece diferente. O DIÁRIO DO RIO teve aceso a dados do Disque Denúncia que mostram ameaças de morte a candidaturas na cidade do Rio de Janeiro.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

De acordo com as informações do Disque Denúncia, até o momento são 18 ameaças de morte a candidatos a cargos eletivos na cidade do Rio de Janeiro. A campanha começou, oficialmente, na noite do último dia 27 de setembro, ou seja, são 20 dias de atividades.

Além das denúncias de ameaças de morte, também existem os alertas para tentativas de compra de votos.

Para garantir a segurança das vitimas, evidentemente, os nomes e locais não serão divulgados. Contudo, fica o sinal aceso para toda a cidade do Rio de Janeiro – e não acontece diferente em boa parte do país.

“Situação lamentável. Péssima para nossa democracia e inadmissível em 2020. É o estado democrático de direito sendo atacado”, destaca o advogado Paulo Reis, especialista em direito eleitoral.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui