Tribunal Superior Eleitoral Quem acompanha o noticiário sobre as eleições 2010, bem pouca gente já que é ano de Copa, deve saber sobre duas consultas que estavam sendo feitas no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sobre a possibilidade das chapas candidatas apresentarem mais de 2 candidatos ao Senado.

 

No caso do Rio de Janeiro as consultam era importantíssimas, e inclusive as duas foram feitas por parlamentares fluminenses (o senador Dornelles, PP e o deputado federal Eduardo Cunha, PMDB). E a resposta da ministra Carmen Lúcia foi negativa, não se pode ter mais de dois candidatos ao Senado, o que é justíssimo.

E isso muda um pouco as eleições do Rio. O PV queria lançar Aspásia Camargo, isolada da chapa DEM-PPS-PSDB, que apoiará Gabeira governador e terá Cesar Maia (DEM) e Marcelo Cerqueira (PPS) como candidatos. Ou seja, bom para Cesar Maia.

 

Já para o Bispo Crivella que as coisas não caminham bem. O Senador do PRB esperava entrar na chapa do PMDB-PT, que terá como candidato a governador Sergio Cabral (PMDB), e Jorge Picciani (PMDB) e Lindbergh Farias (PT) como candidatos ao Senado. Assim gera-se uma situação interessante, o candidato com mais intenção de voto não terá apoio de nenhum dos 3 principais candidatos a governados, já que Garotinho (PR) irá com Pastor Manoel Ferreira (PR).

 

Como fica para Crivella? Talvez tentará fazer uma coligação com partidos menores, já que o Bispo ficará praticamente sem tempo de Tv e terá de lutar para se eleger.

 

Falando em pré-campanha, já viram esse vídeo em que Cesar Maia é entrevistado por seu neto (filho da Daniela Maia)?

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui