Operação Foco - Foto: Divulgação

Criada pelo Governo do Rio de Janeiro e vinculada à Secretaria Estadual da Casa Civil, a Força Especial de Controle de Divisas, também chamada de Operação Foco, está completando 1 mês de atuação e já contabiliza, ao todo, 17 toneladas de produtos apreendidos em situação ilegal.

Só no mês de setembro, os agentes apreenderam 283 mil latas de cerveja, 156 mil litros de combustível, 3 toneladas de produtos pirateados e mais de 13 toneladas de granito sem nota fiscal.

A maioria das apreensões ocorreu em operações volantes feitas em rotas de fuga. As ações ocorrem em conjunto com diversos órgãos parceiros, como a Secretaria Estadual de Fazenda, a Polícia Civil, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e o Instituto de Pesos e Medidas (Ipem).

”Um resultado positivo já no primeiro mês de atuação mostra como é importante a atuação desses agentes para a recuperação econômica do estado. Aumentar a arrecadação é o norte desta operação, e tenho certeza que esse trabalho vai crescer cada vez mais”, disse o secretário da Casa Civil, Nicola Miccione.

A nova ação substitui o programa Barreira Fiscal e inaugura em sua estrutura uma coordenadoria de inteligência para nortear as ações do programa visando à recuperação de ativos. A operação atua de forma integrada com órgãos estaduais, federais e municipais.

”Nossa equipe trabalha monitorando possíveis fraudadores e o trânsito de veículos de transporte de carga, cruzando dados de investigações. A parceria com diversos órgãos, como ocorrido neste primeiro mês, foi fundamental para chegarmos neste resultado. E diversas novas ações serão realizadas por todo estado”, afirmou o subsecretário especial de Controle de Divisas, Edu Guimarães.

Objetivo

A Operação Foco atua para coibir a evasão de ativos, fiscalizar as divisas do estado do RJ e reprimir o crime e a entrada de armas, drogas e produtos contrabandeados em território fluminense.

O programa trabalha de maneira volante em vários pontos de entrada do estado e também mantém, em conjunto com a Secretaria de Fazenda, a fiscalização nos postos fixos de Itatiaia, Comendador Levy Gasparian, Campos dos Goytacazes, Angra dos Reis e Itaperuna.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui