Rio tem tido muitas aglomerações nas ruas, praias e eventos - Foto: Reprodução/Internet

O Rio de Janeiro vive uma das piores situações da Covid-19 no Brasil. No entanto, isso não parece motivo para os organizadores de eventos cancelarem suas festas de Révellion. Em toda cidade, grandes shows, com muito prováveis aglomerações, estão marcados.

Conforme do DIÁRIO DO RIO noticiou nesta terça-feira, 15/12, a Prefeitura da cidade decidiu cancelar os eventos que realizaria. Devido à situação da Covid-19 e por conta da falta de patrocinadores.

As festas privadas, que estão vendendo ingressos normalmente, divulgam atrações de peso. Entre elas, uma no Rio Beach Club, que terá o cantor Vitão como destaque. O Iate Clube vai ter Kevin O Chris se apresentando na noite da virada.

De acordo com a Prefeitura do Rio, através da Secretaria municipal de Saúde, a taxa de ocupação de leitos de UTI para Covid-19 na rede SUS – que inclui leitos de unidades municipais, estaduais e federais – no município é de 93%. Já a taxa de ocupação nos leitos de enfermaria é de 92%.

Já a rede privada está com ocupação em 98%, mesmo com novas vagas abertas recentemente.

Veja algumas das festas confirmadas:

Reveillon Dream New Year
Local : Ilha Itanhangá
Atração Principal: Fica Comigo

Reveillon SAL
Local : Rio Beach Club
Atração Principal: Vitão

Reveillon dos Desejos
Local : AABB
Atração Principal: Dennis & DDP

Reveillon WhiteRooftop
Local : Hotel Nacional
Atração Principal: Make u Sweat

Reveillon Errejota
Local : Iate Clube
Atração Principal: Kevin O Chris

Reveillon Roda do Lampra
Local : Lagoa
Atração Principal: Roda do Lampra

Reveillon do Boox
Local : Salão Nobre AABB
Atração Principal: Trip Trop, John Failly

Reveillon Tai
Local : Krabi Beach Club
Atração Principal: Djs Convidados

22 COMENTÁRIOS

  1. É inacreditável que eles passam a informação de uma “aglomeração”, mas aí a tal matéria no final faz a arte dela, colocando os lugares e as atrações. Perfeito!

  2. Já que deixou a relação das festas, poderia deixar o valor das entradas, também, o menu, etc… É muita hipocrisia! Comercial disfarçado de notícia!

  3. Já que deixou a relação das festas, poderia deixar o valor das entradas, também, o menu, etc… É muita hipocrisia! Comercial disfarçado de notícia!

  4. Vivemos um tempo de falta de empatia e respeito ao próximo., estes energúmenos vão transmitir este vírus a seus empregados, a familiares e a tantos profissionais da área da saúde em geral, que tantas vidas já perderam, se esses infelizes ficassem doentes e se virasse ou morressem em suas ” casa” que se foda-se, mas infelizmente estão ai e representam um tanto número de imbecil, que estes dois anos vemos mugindo por aí….e são bravos que ver logo aparece um energúmeno deste….

  5. Se a midia nao fosse tao mentirosa o povo acreditaria mais. Mas quem garante q essas 170 mil mortes sao de covid ? A midia o STF. Os governadores. Os medicos nenhum desses tem moral pra garantir. E o povo sabe da verdade. Ta ai a prova. Nascemos livres morreremos livre.

  6. Questão de consciência: mesmo se estes espaços promoverem festas… É para ir? E necessário o poder público proibir, ou o bom senso deve prevalecer?

  7. Não da para entender. A prefeitura informa que não haverá fogos, louvável. Mas do que adianta? A cidade estará apinhada de turista, todos com vontade de passar as festas de fim de ano na praia, ou seja, aglomeração, só que sem fogos.. e os quiosques? Irão funcionar e já estão fechando para festas particulares.. ou seja, haverá fogos sim, só que particular e muita aglomeração. O ser humano realmente é a criatura mais destrutiva que temos na face da terra.

  8. Felipe Lucena, vc sempre fazendo este discurso…. Quero saber quando vc vai ter coragem de apontar o dedo para as festas da ZO que ao contrário, das que vc apontou, não tem nem álcool ou obrigatoriedade do uso de máscara. Todas estão erradas, mas eu não vejo vc falando das festas de Rave clandestinas, dos baile funks do morro, do pagode da zona norte ou das várias festas que acontece na zona oeste, sua área que tanto vc tem orgulho que dizer de onde veio. Covid só pega na classe média?

  9. Ainda há os quiosques da orla que irão promover suas festas para centenas de pessoas. Em janeiro infelizmente teremos uma explosão de novos casos e mais mortes.

  10. Vergonhoso.Uma falta de respeito.para os milhares de brasileiros que se foram com esta praga diabólica.Cadê o poder público para mandar essa gente para suas casas e acabar com essa atitude egoísta e individualista para com o seu próximo?

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui